Actionaid Promove Debate sobre os Direitos das mulheres e raparigas 

A sala de sessões do Governo do Distrito de Manhiça, foi palco, terça-feira(17) de um debate sobre á Promoção dos Direitos das mulheres e raparigas pelos Homens e Rapazes, levado acabo pelo Núcleo Acadêmico para o Desenvolvimento Comunitário(NADEC) em Coordenação com Actionaid Mocambique com objectivo de minimizar as Diferenças  entre rapazes e raparigas(mulheres e Homens).

António Palate oficial de Programas na Actionaid Moçambique disse que o encontro é para uma reflexão que sua organização está a promover entre homens e mulheres dos Distritos de Marracuene e Manhiça sobre a promoção da equidade de Gênero. “Como é da sabedoria de todos que ainda temos muitas diferenças entre homens e mulheres e muitas dificuldades na promoção dos direitos das mulheres, porque normalmente nós temos falado com as mulheres na promoção dos seus direitos, mas muita das vezes temos esquecido a parte do Homem que este também precisa de ser potenciado em saber quais são os direitos que a sua parceira, Filha, sobrinha a Mulher em Geral tem na Sociedade”, acrescentou Palate.

Ainda segundo Palate, os hábitos costumeiros sempre vão existir, “mas o que estamos a tentar fazer nestes dois distritos para minimizar esta situação, é levar com que as mulheres e os homens estejam no mesmo nível de conhecimento, porque não podemos tirar a tradição, mas que as mulheres e os homens tenham acesso á educação na mesma proporção, que não seja pelo facto de ser homem ou mulher que tenha acesso aos serviços básicos”, disse.

O mesmo, conta que a razão de estarem a trabalhar nestes dois Distritos (Manhiça, Marracuene) deve-se apenas ao que concerne a sua área de abrangência, mas também ao longo de todo país existem outros programas que promovem os direitos das mulheres e das raparigas bem como de pessoas que vivem em situação de Pobreza.

A fonte indica que a Actionaid Moçambique cria capacidade nas Comunidades em termos de conhecimento, onde existem raparigas a nível das escolas que são ensinadas a conhecer seus Direitos e Deveres. No entanto o trabalho de empoderamento não para por aí, segundo a fonte, os rapazes também estão envolvidos num projecto que promove a lei de terra, Igualdade de Gênero, e todos assuntos relacionados com o desenvolvimento comunitário.

José Zito Licuco Secretário Permanente do Distrito da Manhiça, na sua intervenção disse que este projecto tem ajudado bastante aquela área residencial onde promove debates desta natureza. “Isso desperta a consciência dos nossos concidadãos para mudança de mentalidade e comportamento e a nossa Constituição que é a “Lei mãe” estabelece que todos nós temos Direitos iguais.

<

p style=”text-align: justify;”>Mas o que tem estado á imperar para que as Mulheres e as crianças possam Gozar desses mesmos direitos são alguns hábitos e costumes que as nossas comunidades ainda apresentam”, lamentou o governante. Licuco explicou que no Campo às Famílias continuam a priorizar o rapaz em relação a rapariga  no acesso á educação “e esta é uma questão cultural, de valores, que ás pessoas trazem durante muito tempo e para mudança desta mentalidade é preciso um trabalho de advocacia, de consciencialização dessas pessoas para mudança de comportamento, e  programas desta natureza tem ajudado bastante o Governo distrital no cumprimento deste assunto de sensibilização”, disse Licuco.

338
Fechar

Capa da Semana

Fresquinha e Quente está a edição número 105

Anuncie aqui – 872007240

PUBLICIDADE E ANÚNCIOS
PUBLICIDADE E ANÚNCIOS
%d blogueiros gostam disto: