Activista Moçambicana congratula Príncipe Haakon por promover Paz e Empoderamento da Mulher | Jornal Visão

Activista Moçambicana congratula Príncipe Haakon por promover Paz e Empoderamento da Mulher

Activista Moçambicana congratula Príncipe Haakon por promover Paz e Empoderamento da Mulher

Activista Moçambicana congratula Príncipe Haakon por promover Paz e Empoderamento da Mulher – De acordo com a Jornalista e Activista Social Lucília de Fátima, Líder da Associação Juvenil Kubatsira, e vencedora do terceiro prémio do Protocolo de Gênero da SADC 2019, quando se trata de Mulheres nos Processos de Paz e Segurança, o que vem na sua mente é que as mulheres devem criar iniciativas e sinergias que condicionem a paz e segurança e voltar aos pontos básicos, “nós mulheres temos uma voz, temos de fazer o uso desta voz de forma poderosa e sermos escutadas. 

Activista Moçambicana congratula Príncipe Haakon por promover Paz e Empoderamento da MulherA paz significa tudo, a paz não é nada mais do que o que nós sentimos, temos o direito de viver num ambiente seguro “, explana.

De Fátima afirma que a responsabilidade primária do Governo é proteger seus cidadãos, e a do povo, advogar contra todo tipo de violência e impunidade. Para a activista, a Comunidade Internacional deve ter um papel de manter a paz, porque a Paz é uma responsabilidade colectiva e a sociedade precisa organizar-se e mantendo-se unida.

Lucília de Fátima diz ter recebido com muito agrado o convite para participar nas cerimónias por ocasião da visita do Príncipe Haakon da Noruega a Moçambique e regozija-se, “foi uma grande honra para mim poder testemunhar este momento fantástico que foi a visita do Príncipe Herdeiro Haakon, o que de certa forma impulsiona-me muita esperança no que diz respeito a cooperação bilateral entre a Noruega e Moçambique e igualmente poder despedir pessoalmente o Príncipe com um aperto de mão”, sorri, De Fátima.

A Activista Social relata que ficou impressionada com o Príncipe Herdeiro da Noruega Haakon, ao expressar a sua solidariedade para com as vítimas dos ciclones Idai e Kenneth que fustigaram o país no ano passado, “é disto que o mundo precisa, ser mais solidário e amável com o próximo”, soletrou.

A Noruega disponibilizou 41 milhões de dólares para ajuda humanitária, reconstrução e desenvolvimento no período pós ciclones.

Para De Fátima é um ganho saber que dentre outros Objectivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) o Príncipe  impulsiona  também o alcance a igualdade de gênero e empoderamento de todas as mulheres e meninas, “a título de exemplo o príncipe fez a abertura do seminário sobre Mulher, Paz e Segurança, envolvendo o Ministério do Género, Criança e Ação Social, ONU Mulheres e visitou a Exposição fotográfica denominada “Mulher, Poderosa Paz”,  amostra composta por 16 obras de 12 Autores com vista aliar a arte aos ODS, que colocam a igualdade de Género no centro das atenções.

“Foi motivador ouvir num dos discursos do Príncipe Haakon a afirmação de que as mulheres têm um grande potencial na resolução de conflitos. Está de parabéns a Noruega por promover a paz, segurança e o empoderamento feminino, igualmente está de parabéns o Governo moçambicano por colaborar nesta cooperação”, frisa a activista.

Lucília de Fátima, é vencedora do Terceiro Prémio do Protocolo de Gênero da SADC edição 2019. Recentemente, representou Moçambique na Conferência continental AFWID em Johanesburgo, além de ser Líder da Associação Juvenil KUBATSIRA a qual é membro da Plataforma Mulheres Paz e Segurança da ONU Mulheres.

A KUBATSIRA foi a mentora da iniciativa Unidos Contra Xenofobia, que tem realizado acções de advocacia contra a Xenofobia e congrega várias organizações da Sociedade Civil e Comunidades moçambicanas residentes na diáspora.

Em 2019, a KUBATSIRA coordenou campanhas no sul, centro e norte do país, a título de exemplo as Campanhas Um lápis um Sorriso, Prevenção e Combate à Uniões Prematuras, Desporto para a Paz e Desenvolvimento e atualmente coordena a Campanha Juntos Por uma África sem Fronteiras e livre da Xenofobia.

Refira-se Lucília de Fátima têm participado ativamente de várias causas promovidas por outras organizações, e é desde 2019 comentadora em programas de intervenção social televisivos e radiofônicos.

1.071

Propriedade de Edições do Jornal Visão, Registado na República de Moçambique em Dezembro de 2016 no Gabinete de Informação, Instituição de Tutela sobre o sector da comunicações e radiodifusão com procedimentos dos ministérios da Justiça, Interior, Comércio e Indústria e dos Transportes e Comunicações. Publicações Semanais por PDF e diárias através do Website www.jornalvisaomoz.com. Notícias de Moçambique e do mundo na hora certa, com factos e argumentos fiáveis e credíveis.

×

Olá!

Clique em um de nossos representantes abaixo para bater um papo no WhatsApp ou envie-nos um e-mail para admin@jornalvisaomoz.com

× DENUNCIE SEM MEDO AGORA!
%d bloggers like this: