Afirma PCA da EMOSE:  FOCO É LIDERAR MERCADO DE SEGUROS NO PAÍS

Continuar a liderar o mercado de seguros no país constitui a aposta da maior seguradora nacional, conforme deu a conhecer o Presidente do Conselho de Administração da Empresa Moçambicana de Seguros(EMOSE, SA), Joaquim Maqueto Langa. A EMOSE reconhece ainda que o índice de penetração de seguros ainda esteja aquém do desejado, situando-se na ordem dos 1,6%, há oportunidades para o sector.

Joaquim Maqueto Langa, que falava ontem durante as celebrações dos 45 anos da criação daquela instituição, referiu que em 2017, a EMOSE introduziu a  estratégia 3R que significa  Recuperação, Relançamento e  Reposicionamento cujos objectivos centram-se em mudanças de paradigmas de modo a elevar os pressupostos de qualidade e eficiência, tudo na perspectiva de satisfazer os clientes.

Joaquim Maqueto Langa afirma com orgulho que sua instituição está caminhar a bom porto mercê das mudanças que vem sendo imprimidas desde a base ao topo. A título de exemplo, nos tempos idos os clientes reclamavam a morosidade na assistência aos sinistros por parte daquela instituição . Porém, com a introdução da carta de serviço, um modelo de trabalho que consiste na assistência imediata aos clientes em caso de ocorrência de sinistros, o tempo de espera pelas compensações reduziu drasticamente.

Nessa nova abordagem, o cliente pode ser ressarcido pela demora na assistência ao sinistro, e por via disso a empresa procede descontos para com o  funcionário responsável por fazer a análise do sinistro.

“Melhoramos bastante. O tempo de assistência aos clientes reduziu de 21 para 12 dias. É possível encontrarmos mais dias. Preciso lembrar que com a abordagem da carta de serviço nenhum trabalhador fora descontado o salário, exceptuando os casos que envolvem os tribunais” afirmou aquele dirigente.

Joaquim Maqueto Langa lembrou que no período de 2017, altura em que chegou àquela instituição, o volume dos prejuízos situava-se na ordem dos 826 (oitocentos e vinte e seis milhões de meticais) e no ano seguinte a empresa teve um lucro de 297(duzentos e noventa e sete milhões de meticais), o que era impensável.

A EMOSE tinha condições para o efeito, reconheceu para quem foi preciso buscar novas dinâmicas de fazer negócio socorrendo-se na campanha de imagem e comunicação, bem assim na modernização tecnológica. Aliás, a fonte referiu que num passado recente os negócios eram feitos manualmente e houve necessidade de informatizá-los de modo a imprimir uma nova dinâmica e resposta imediata aos sinistros.

A par disso, a fonte garante que a breve trecho serão introduzidas outras cartas para os vários serviços na empresa, no âmbito do relançamento. “A marca está relançada mais do que nunca”, sentenciou Maqueto Langa, acrescentando que estudos independentes apontam que a marca EMOSE tem mais notoriedade.

Se por um lado a EMOSE ganhou notoriedade no mercado de seguros, por outro, Joaquim Maqueto Langa assegura que sua instituição planeja aumentar mais activos patrimoniais, através de investimentos nas áreas de infra-estruturas, onde a habitação constitui foco principal sobretudo para a juventude.

Queremos ser relevantes no negócio, salientou a fonte, sublinhando que o excesso de capital de que a EMOSE dispõe, permite maior participação em vários investimentos no país, aliás, refere aquele dirigente que aquela seguradora tem um índice de solvabilidade na ordem dos 1500% e explica:

O índice de solvabilidade mede a capacidade de honrar os seus compromissos para com os clientes e a EMOSE tem a capacidade de responder às obrigações e aceitar grandes riscos ,sendo que há uma robustez suficiente para o efeito.

“Somos a única seguradora sustentável e com produtos em todas as áreas de seguros”, orgulhou-se a fonte.

Num outro desenvolvimento, o PCA da EMOSE sustentou que o património da empresa situa-se em 170 milhões de dólares e quando vendidas podem gerar mais de cinco biliões de dólares.

319
Sobre o autor: Redacção do Jornal Visão Moçambique
Jornal moçambicano que inova na maneira de informar. Notícias de Moçambique e do mundo num toque. Digitalizamos a maneira como a notícia chega ás suas mãos e ao bolso através desta camada jovem que faz Jornalismo Social e Responsável.
Compartilhar isso

Comentários do Facebook

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.