ÂNGELA LEÃO NEGA TER ENVIADO ALGUM EMAIL PARA FABIÃO MABUNDA

A ré em audição na 6.ª Secção do Tribunal Judicial da Cidade de Maputo que julga o caso das dívidas ocultas, recusou nesta manhã ter enviado algum email para Fabião Salvador Mabunda Co-réu  que segundo ela construia e gerias suas obras. Ângela Leão, disse que os emails em causa não podem ser confirmados, “o meritíssimo sabe dizer se quando abriram os emails estava presente o Mabunda. Não confio nesse email, nunca mandei email a ele falando desse assunto”.

Também quando questionada sobre os imóveis e sua quantidade a ré recusou a responder dizendo tratar-se de sua vida privada e que não pode expor em tribunal, “aqui não é local para falar da minha vida privada. “Quando me prenderam até colocaram meus dois imóveis que comprei entre 2006 e 2007. Contudo retiraram agora do processo esses”, vinca Ângela Leão.

Apesar da sua negação, a ré confirma alguns imóveis, ficando-se na dúvida se ela está a negar responder por tratar-se da sua vida privada ou uma tentativa de fuga para esclarecer em sede do tribunal da sua real participação ou não no esquema que originou o rombo dos mais de 2 mil milhões de dólares norte-americanos.

Mesmo em sede do tribunal a ré teria questionado ao Juiz se estava ali para responder sobre as dívidas ocultas ou não, ao o juiz da causa Efigénio Baptista disse que sim. Aliás, nas palavras do juiz, o tribunal está para saber se as casas que a ré insiste em dizer que são da sua vida privada terão sido adquiridas pelo dinheiro das dívidas.

Os imóveis em causa alguns estão em nome da ré e outros em nome da irmã. Aliás, questionada porque registou o imóvel em nome da irmão mais velha, a ré respondeu que é para defender os interesses do seu filho até porque confia na sua irmã.

 323 

Comentários do Facebook

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.