ANTES DE MESSI RUMAR À FRANÇA: Dois acordos diferentes foram feitos com o craque argentino

Uma declaração exclusiva do Presidente do Clube catalão, a que o Jornal Visão teve acesso nesta Sexta-feira, aponta que as negociações para manter Messi na Espanha começaram há dois meses e foram várias fases durante o processo.

Leonel Messi, até concordou e o clube agradeceu por isso. Mas o que travou a cena é a exigência do campeonato espanhol, ou seja, primeiro o Barcelona chegou a um acordo de contrato de 2 anos, mas que pagaria o salário em 5 anos, Leo concordou, mas isso não se encaixou nos critérios da Liga. Os catalães, tentaram mais uma hipótese fazendo o contrato de 5 anos para pagar em dobro do tempo, mas a Liga também não aceitou. “Só funcionaria, hipotecando o clube”, explicou Laporta.

“Queríamos que o pós-Messi só começasse em dois anos, não hoje. Todos queriam continuar a desfrutar da sua magia, mas não pode ser”, acrescentou, dizendo que o argentino “sempre fez tudo para facilitar as negociações”.

Joan Laporta, quando questionado sobre uma possível reversão dos factos a favor do (Barça), respondeu: ”Não quero criar falsas esperanças. Há um limite de tempo e o jogador tem outras propostas, precisa de tempo para avaliar e executar as outras opções que tem”.

Laporta disse ainda que “Messi queria ficar e, não está contente”. “Agora temos todos de lidar com a realidade. Não se pode mudar a realidade”, acrescentou.

Apesar das lamentações, o Presidente do Barcelona, disse que os jogadores têm de mostrar que também sabem ganhar sem Messi.

Laporta contou depois que já falou com os capitães do clube sobre a saída do argentino. “Este é um momento muito importante na história do Barcelona. Falei com os capitães por telefone. Todos esperavam que Messi voltasse a treinar e disse-lhes que isso não voltará a acontecer. Têm de mostrar que também sabem ganhar sem ele”.

A saída de Messi do clube, onde joga desde criança, acaba por ter de acontecer sem pompa e circunstância, sem o Camp Nou cheio e aplausos dos adeptos. “Faríamos uma homenagem a Messi diariamente por tudo o que ele deu ao Barcelona. As circunstâncias sanitárias são complicadas, mas espero que um dia tenha a homenagem que merece”, completou Laporta.

 54 

Comentários do Facebook

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.