ANTÓNIO MUCHANGA REVELA QUE CABE AO ESTADO E AS NAÇÕES UNIDAS TRAZEREM NHONGO A RAZÃO

ANTÓNIO MUCHANGA REVELA QUE CABE AO ESTADO E AS NAÇÕES UNIDAS TRAZEREM NHONGO A RAZÃO

António Muchanga Deputado da Assembleia da República pela Bancada da RENAMO, disse Domingo em entrevista a Strong Live Tv que Mariano Nhongo é desertor na RENAMO e cabe ao Governo e as Nações Unidas trazerem-lhe a razão.

“Mariano Nhongo disse que deu carta reivindicativa dele ao Presidente da República e ao Representante das Nações Unidas. Cabe a essas duas entidades trazerem a carta para verificarmos se está lá o nome de Ossufo Momade”, disse Muchanga.

António Muchanga diz a primeira coisa a se ter em conta é que Mariano Nhongo não concorreu às eleições para dirigir o partido RENAMO.

“Mariano Nhongo quando surge pela primeira vez, teve o patrocínio oficial e conhecido do Governo da Frelimo que mobilizou a imprensa para ir fazer cobertura da criação da Junta Militar”, conta a Fonte.

Durante a Entrevista Muchanga revelou que Nhongo teve cobertura dos seus pronunciamentos incendiários que prometia até matar até o próprio Presidente Ossufo Momade.

“Teve cobertura do próprio Governo da FRELIMO quando foi fazer propaganda política no dia 14 de Outubro a apelar as pessoas para não votarem no Ossufo Momade. O dono de Mariano Nhongo é quem lhe deu esta Guarida toda, é o Governo de Moçambique”, disse Muchanga.

MUCHANGA aponta que a Junta Militar não está a lutar contra as FDS e sim contra o Povo moçambicano e as forças armadas podem ser apanhadas porque estão a tentar proteger os bens e o povo. “Nunca ouvi que a junta Militar foi atacar as FDS”, completou.

Para o Deputado da Perdiz Mariano Nhongo está a violar o princípio que o próprio Afonso Dhlakama deixou antes de morrer, “Afonso Dhlakama é quem deixa o rascunho do Dossier das negociações. Quando começaram a aparecer vozes na Assembleia da República, diziam que não estava da forma como o Presidente Dhlakama havia concebido na boca dos elementos do MDM na pessoa do Senhor do Antigo Deputado Sousa, eu fiz uma intervenção a perguntar qual era o artigo da Lei de Paz e Reconciliação que violava o espírito do Afonso Dhlakama havia deixado”, avança.

Muchanga disse que o Governo que ajudou a levantar Mariano Nhongo deve ir buscá-lo para resolver os diferendos. “Quero chamar aos radicais da Frelimo a pararem com impropérios contra Ossufo Momade, e contra os militantes da RENAMO no seu todo”, finalizou.

Refira-se que a entrevista exibida este domingo é alusiva a dia 04 de Outubro dia da Paz e Reconciliação e recordar os Acordos de Roma, assinados entre o Governo e a RENAMO que visavam pôr termo a guerra civil que durou 16 anos(1976-1992).

Passados 28 anos a RENAMO decidiu declarar o ano de celebração a Afonso Dhlakama que é herói da sua luta para o multipartidarismo e símbolo da oposição.


Assista este vídeo e entenda mais sobre a participação política de António Muchanga na RENAMO desde 1982.

 

208

Propriedade de Edições do Jornal Visão, Registado na República de Moçambique em Dezembro de 2016 no Gabinete de Informação, Instituição de Tutela sobre o sector da comunicações e radiodifusão com procedimentos dos ministérios da Justiça, Interior, Comércio e Indústria e dos Transportes e Comunicações. Publicações Semanais por PDF e diárias através do Website www.jornalvisaomoz.com. Notícias de Moçambique e do mundo na hora certa, com factos e argumentos fiáveis e credíveis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

All original content on these pages is fingerprinted and certified by Digiprove
×

Olá!

Clique em um de nossos representantes abaixo para bater um papo no WhatsApp ou envie-nos um e-mail para admin@jornalvisaomoz.com

× DENUNCIE SEM MEDO AGORA!
%d bloggers like this: