“Combatentes da democracia” da Renamo exigem demissão de Ossufo Momade

Em conferência de imprensa Ossufo Momad confirma estar pronto para aceitar o estatuto especial, e acusa governo de ser responsável do número elevado de casos positivos de covid-19 Um grupo de membros e simpatizantes do partido Resistência Nacional Moçambicana-RENAMO, baseado em Chimoio, na província central moçambicana de Manica tenciona destituir o presidente deste partido, Ossufo Momade, alegadamente por ser arrogante e incompetente para liderar os destinos daquela que é a maior força política nacional na oposição. Trata-se de membros da Assembleia Municipal de Chimoio pelo partido da Perdiz, auto denominado “Combatentes da Democracia” que no passado dia 23 de Maio corrente convocou a imprensa para mostrar o seu descontentamento pela liderança de Ossufo Momade, eleito no decurso do quinto congresso daquela formação política na serra da Gorongosa, em Sofala, nos primórdios do ano 2019. Segundo os contestatários que por temer possíveis represálias dos fiéis de Ossufo Momade, identificaram-se como anónimos,

Leia mais

Auscultação a organizações estudantis prova que professores não estão preparados para lidar com plataformas tecnológicas

O Parlamento Juvenil de Moçambique realizou uma auscultação e um debate subordinado ao tema, “Desafios da educação no sector da educação face ao Covid-19”. Nesta actividade, foram auscultados Presidentes das Associações de Estudantes, professores e docentes através da Plataforma ZOOM. Entretanto, está auscultação a organizações estudais confirmou que os professores nacionais não estão preparados para lidar com as plataformas tecnológicas. Segundo a organização, deste debate e auscultação, constatou-se que o sector está enfermado de desafios profundos, mormente as relacionadas com a continuação de lecionação das aulas no sistema online e o pagamento das propinas para o caso do ensino Privado e Pós laboral. Entretanto, em relação a lecionação das aulas através de plataformas tecnológicas e ou redes sociais, a realidade mostra que metodologicamente, os professores não estão preparados para lidar se com as plataformas tecnológicas, para além dos desafios relacionados ao acesso a internet, segundo (INE, 2019), do universo dos

Leia mais

45 Anos de uma PRM altamente violenta e com pouca melhoria na prestação de serviço

Tortura, prisões arbitrárias, assassinatos e extorsões a civis na memória de cidadãos   A Polícia da República de Moçambique-PRM completou no último domingo (17) do corrente mês, 45 anos de existência. Entretanto, apesar de vários anos de existência no serviço do garantir a ordem e segurança pública, os serviços prestados ainda deixam muito a desejar. Além da má actuação da corporação, que traduz-se em actos de violação dos direitos humanos como torturas, prisões arbitrárias, assassinatos e extorsões a cidadãos civis, há também outros problemas que não foram sanados. Permanecendo ainda os problemas de colaboração entre os profissionais de defesa e a população. 288

Leia mais

1 2 3 12