Casos de coronavírus em navio de cruzeiro abandonado no Japão aumentam para 61

Casos de coronavírus em navio de cruzeiro abandonado no Japão aumentam para 61

Dezenas de pessoas a bordo de um navio de cruzeiro em quarentena no porto de Yokohama, no Japão, tiveram resultado positivo para o coronavírus na sexta-feira e milhares de passageiros permaneceram confinados em suas cabines, sendo permitidos apenas no convés brevemente por ar fresco.

A Diamond Princess, de propriedade da Carnival Corp, sediada em Miami, foi colocada em quarentena por duas semanas ao chegar a Yokohama na segunda-feira, depois que um homem que desembarcou em Hong Kong foi diagnosticado com o vírus.

Segundo noticia a Agência Reuters, o Ministro da Saúde do Japão, Katsunobu Kato, disse em entrevista colectiva que 41 pessoas no transatlântico haviam testado positivo para coronavírus nesta sexta-feira, elevando o total de casos confirmados para 61. Vinte e um dos novos casos são de japoneses.

Casos de coronavírus em navio de cruzeiro abandonado no Japão aumentam para 61Os infectados foram retirados do navio e transferidos para hospitais em Tóquio e cidades vizinhas, informou o Ministério da Saúde. Folhas de lona azul e branca foram penduradas para protegê-las da visão de outros passageiros.

Cerca de 3.700 pessoas estão a bordo do Diamond Princess, que geralmente possui uma tripulação de 1.100 e uma capacidade de 2.670 passageiros.

O site da operadora Princess Cruises descreve o navio como “sua casa longe de casa” e permanecerá assim para a maioria dos passageiros até o dia 19 de fevereiro. O período de quarentena pode ser estendido, se necessário, disse um funcionário do governo japonês em uma entrevista à imprensa.

Os 61 casos vieram de uma amostra de 273 pessoas que haviam sido testadas por apresentarem sintomas ou estarem em contato próximo com as que o fizeram. Mais testes serão feitos se mais passageiros tiverem sintomas, disse Kato.

Para os passageiros presos, aos quais foi prometido “um tesouro de delícias excepcionais” na brochura do navio, as novas infecções causavam apenas mais tristeza.

 

425
%d blogueiros gostam disto: