Cerveja contaminada mata 4  pessoas

Cerveja contaminada mata 4 pessoas

O Ministério da Agricultura revela que 21 lotes das cervejas produzidas pela Backer estão contaminados. Há outras 14 pessoas com problemas de saúde depois de terem bebido estas cervejas.

Segundo Escreve o Minuto, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento do Brasil confirmou esta quinta-feira que identificou as substâncias dietilenoglicol e monoetilenoglicol em oito marcas de cerveja produzidas pela empresa Backer, sediada em Belo Horizonte, como dá conta o G1. Já morreram quatro pessoas vítimas da contaminação, e as autoridades afirmam que há mais 14 casos de pessoas que foram intoxicadas.

No caso de uma das vítimas mortais, a Secretaria de Estado da Saúde de Minas Gerais confirmou a contaminação por dietilenoglicol. As outras três mortes ainda estão a ser investigadas.

No total, o Ministério da Agricultura brasileiro disse que 21 lotes de cervejas da Backer estão contaminados.

A fábrica da Backer já tinha sido interditada na semana passada pelo Ministério da Agricultura, tendo sido apreendidos então 139 mil litros de cerveja engarrafada. Esta segunda-feira o governo brasileiro ordenou que fossem recolhidas todas as marcas de cerveja da Backer que estivessem à venda no mercado.

Entretanto, sabe-se que a Backer entregou à justiça brasileira um vídeo sobre um alegado indício de sabotagem nos barris de monoetilenoglicol. Esse vídeo foi anexado ao pedido da empresa para retomar as suas atividades.

FONTE: Ao Minuto

Leia mais notícias:  Bolsonaro Mantém secretário acusado de irregularidades

625
%d blogueiros gostam disto: