Cheias em Tete: MACHATINE VISITA A PONTE SOBRE O RIO ROVUBUE

Ministro das Obras Públicas Habitação e Recursos Hídricos, João Machatine visitou na manhã desta segunda-feira a ponte sobre o Rio Revubue que separa os distritos municipais de Tete e Moatize com objectivos de ver de perto os estragos.

Na ocasião Machatine classificou a situação daquela importante infraestruturas como de extrema preocupação, e saiu sem avançar o tipo de intervenção necessária para que a ponte volte a ser usada pelos utentes.
O governante revelou ser prematuro avançar o tipo de intervenção, por alegadamente necessitar se uma inspecção técnica com vista apurar os reis danos para posteriormente definir se o montante necessário para a recomposição da ponte.
O ministro fez saber ainda que os seis furos de captação de água que garantiam o abastecimento do preciso líquido na autarquia de Moatize, foram deixados inoperantes pela fúria das águas, e que neste momento o governo necessita de 25 milhões de meticais para a compra e reposição de igual número de furos danificados localizados na baixa do rio Rovubue na Vila de Moatize.
Para além desta necessidade, o governo moçambicano precisa ainda de 290 milhões de meticais para intervenção de emergência nos 240 km de estrada danificados pelas intempéries na província Central de Tete.
Já para uma intervenção definitiva sem incluir as necessidades da ponte sobre o Rio Rovubue, da rede viária num universo de 9 por cento de estradas nesta parcela do país, o estado moçambicano necessita de 980 milhões de meticais.
Refira se que na província de Tete, as chuvas afectaram os distritos de Tete, Macanga, Doa e Mutarara e até ontem o governo local, tinha o registo de 9 óbitos.
Por: Fungai Caetano – Tete
364

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: