Cidadã recolhe às celas por venda de droga | Jornal Visão

Cidadã recolhe às celas por venda de droga

Cidadã recolhe às celas por venda de droga

Polícia da Republica de Moçambique (PRM), apresentou nesta quarta-feira (20) cidade de Maputo uma cidadã de aproximadamente 40 anos que acolheu em sua residência um individuo que depois de injectar quantidades não especificadas de substâncias psicoterapica.

O mesmo, teve overdose e não resistindo perdeu a vida na sexta-feira última, no Bairro de Mafalala.

Conta-se que Cecília Jomale Tembe, cidadã detida após ao infortúnio, orientou os seus cúmplices para que descartassem o corpo num contentor de lixo, na Av. Marien Ngoabi, arredores da Cidade de Maputo. Na ocasião a PRM fez a apresentação de um cidadão detido de nome Romão Humberto acusado de cúmplice do crime. Um cidadão confesso, porém, inocenta a sua tia Cecília.

A minha tia estava dormir, quando isso aconteceu. Chegou em casa um jovem que depois de injetar-se passou mal e, tentamos reanimá-lo, mas não resistiu e acabou por perder a vida. Em seguida, carregamos o corpo para um contentor, na avenida Marien Ngoabi”, disse Romão.

Contudo, Cecília Tembe afirma que a sua residência é usada para consumo de drogas, mas diz não ter dados sobre o crime. “Quando voltei do hospital, cheguei no quarto e dormi não soube de nada sobre essa morte. E dia seguinte, eles não me disseram nada, de repente só vi polícias a meu encalço carregar”, disse Cecília.

Questionada pela nossa reportagem o porquê da sua detenção respondeu. “Uma vez que, tem uma dependência do tipo um insolada da casa principal. Por vezes, eles trazem amigos deles e fazem das suas actividades em quanto isso eu estou na casa principal. Por isso digo, não sei de nada” disse Cecília.

No entanto, a PRM afirma que a cidadã detida é uma traficante de drogas. Na sua residência foram encontradas algumas substâncias. A corporação, acrescenta que a arguida já esteve detida por um caso similar, mas por insuficiência de provas foi liberta, em Março último.

Em Março efectuamos uma operação em sua residência e  várias drogas e instrumentos usados para o seu consumo, foram encontrados. Submetemos as instituições da administração da justiça e por insuficiência de provas foi liberta e hoje vem é detida pelo mesmo crime”, revelou a polícia.

774

Average Rating

5 Star
0%
4 Star
0%
3 Star
0%
2 Star
0%
1 Star
0%

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

×

Olá!

Clique em um de nossos representantes abaixo para bater um papo no WhatsApp ou envie-nos um e-mail para admin@jornalvisaomoz.com

× DENUNCIE SEM MEDO AGORA!
%d bloggers like this: