Curandeiro vandaliza residência do cliente por incumprimento no pagamento

Um cidadão de 37 anos, residente na província da Huíla, estava a ser acusado pelos familiares, de ter matado a esposa. Enfurecido com as acusações, decidiu procurar um curandeiro no sentido de saber a real causa da morte da esposa.

De acordo com apuramento feito pelos operacionais do Serviço de Investigação Criminal (SIC), naquela província, o curandeiro de 39 anos, agora detido, terá concluído que o marido (cliente) é o responsável pela morte da esposa, tal como a família o acusa.

Feito o trabalho, o curandeiro cobrou uma quantia de 66 mil meticais(500 mil Kwanzas) pela advinha e esse pagamento por sua vez não foi efectuado, causa que o motivou a vandalizar a residência e o armazém do mesmo, causando danos avaliados em mais de 53o mil meticais(4 milhões de Kwanzas).

272
Compartilhar isso

Comentários do Facebook

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.