Decretados 3 dias de Luto: Operações de salvamento continuam

Equipas de socorro continuam as operações de resgate das vítimas do ciclone Idai, que fez centenas de mortos. Mais de 100 mil pessoas precisam de ajuda imediata em Moçambique, que cumpre três dias de luto nacional.
Decretados 3 dias de Luto: Operações de salvamento continuam 2

A subida de nível dos rios continua a ser uma ameaça às comunidades rurais das províncias de Manica e Sofala, devido às previsões de chuva forte até quinta-feira (21.03), aliadas às descargas de barragens que se encontram no limite da capacidade.

Segundo escreve a DW no seu site, o ciclone Idai matou mais de 200 pessoas e 350 mil “estão em situação de risco”, segundo o último balanço avançado na terça-feira (19.03) pelo Presidente da República, Filipe Nyusi O Governo decretou estado de emergência e três dias de luto nacional a partir desta quarta-feira (20.03). “Durante este período a bandeira nacional será içada a meia haste em todo o território nacional e nas missões diplomáticas e consulares de Moçambique”, anunciou o chefe de Estado.

Em conjunto com organizações humanitárias, o Executivo está a providenciar assistência de emergência às vítimas do ciclone. Segundo Celso Correia, há comida para mais de 400 mil famílias, embora só chegue para dois meses.

Além disso, o ministro garante que existem medicamentos suficientes para dar resposta. “O grande desafio neste momento é abrir vias de acesso e neste momento estamos a trabalhar com barcos e meios aéreos, helicópteros. Assim que restabelecermos as comunicações o nosso trabalho estará mais facilitado.”
352

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: