DESCONHECIDOS BURLAM EM NOME DE RECHEIO EM MAPUTO

DESCONHECIDOS BURLAM EM NOME DE RECHEIO EM MAPUTO

DESCONHECIDOS BURLAM EM NOME DE RECHEIO – Um grupo de indivíduos desconhecidos têm vindo nos últimos dias a burlar jovens que estão a procura de emprego na cidade de Maputo, publicando em redes sociais e usando a imagem do Supermercado Recheio. Nas publicações nas redes sociais, os desconhecidos prometem vagas de emprego, assim sendo os interessados nestas vagas são obrigados a ligar para um número que consta nas publicações, e depois devem enviar valores monetários ao contratante para efeitos da legalização da contratação.

Apoie o Jornalismo Social e Responsável AQUI

Entretanto, vários jovens que já foram burlados por estes malfeitores, e este problema preocupa a Direcção dos Recursos Humanos da instituição em causa. Por tanto, Augusto Muzamane, Chefe do Departamento que trata de assuntos contratuais e pelo zelo da imagem do super mercado, falando ao Jornal Visão afirmou que os burladores são pessoas de má fé que pretendem manchar a imagem daquela instituição.

São pessoas com um mau comportamento que estão a fazer de tudo para estragar a imagem da nossa empresa. Brincam com pessoas aflitas em emprego e as mesmas chegam aqui na esperança de terem um emprego. É uma acção que repudiamos e no âmbito de nossas contratações não usamos redes sociais para anunciar caso a empresa tenha vagas. Estamos muito aborrecidos com estas pessoas, e estamos a fazer de tudo para identificarmos os autores e poderão ser levadas ao tribunal” – disse Muzamane.

De realçar que quando a equipe do Jornal Visão estava no local na conversa com a Direcçao dos Recursos Humanos um jovem chegou no mesmo local para a entrevista, a mesma foi marcada pelos burladores. “Venho aqui porque vi o anúncio no facebook, liguei para o Contacto que ali aparece e pediram para eu mandar 1500 no Mpesa para a legalização da documentação, e após isso pediram para que eu viesse hoje. Chegado aqui dizem que é burla. Estou triste, a empresa deve tomar medidas rápidas“, desabafou Castro Salvador, jovem o burlado.

Estes são casos muito frequentes nos últimos dias a nível nacional. São muitos os jovens que, através das redes sociais mancham a imagem de muitas as instituições. Muzamane veio a público esta semana para deixar claro que Recheio não contrata por via de redes sociais e muito menos faz cobranças para a legalização dos contratos.

De Referenciar que o Supermercado Recheio no ano passado foi alvo de críticas devido às más atitudes de alguns colaboradores desta empresa que por vias não legais contratavam pessoas, onde as mulheres tinham que envolver-se sexualmente com os contratantes para conseguirem uma vaga de emprego e os homens tinham que pagar valores monetários. Este problema já foi ultrapassado de acordo com Augusto Muzamane, o mesmo revelou que os malfeitores já foram expulsos.

Para terminar com estes casos de pessoas que fazem de tudo para sujarem o nome da instituição, os dirigentes de Recheio estão a elaborar um mecanismo para colocar o fim a desordem que está a ser protagonizada pelos oportunistas. Será um trabalho duro e árduo de acordo com Muzamane, a fonte revela que a sua instituição está preparada para tudo o que for a acontecer, mas não irá tolerar que esses malfeitores continuem a sujar o nome desta instituição.

Por: Bernardo Guambe

1.481
×

Olá!

Clique em um de nossos representantes abaixo para bater um papo no WhatsApp ou envie-nos um e-mail para admin@jornalvisaomoz.com

× DENUNCIE SEM MEDO AGORA!
%d bloggers like this: