Detidos 6 indivíduos suspeitos de colaborarem com insurgentes em Cabo Delgado | Jornal Visão

Detidos 6 indivíduos suspeitos de colaborarem com insurgentes em Cabo Delgado

Detidos 6 indivíduos suspeitos de colaborarem com insurgentes em Cabo Delgado

Detidos 6 indivíduos suspeitos de colaborarem com insurgentes em Cabo Delgado – A polícia de Moçambique apresentou indivíduos suspeitos de colaborar com grupos de insurgentes em Cabo Delgado, que revelaram detalhes sobre a logística dos insurgentes. Mantimentos, lonas e capulanas eram pagos via M-pesa.FONTE: Club of Mozambique e DW

Mas nem todos os seis capturados e apresentados à imprensa admitem envolvimento com os insurgentes em Cabo Delgado; um deles disse aos repórteres que ele foi preso simplesmente por orar em uma mesquita supostamente frequentada por insurgentes.
A Polícia da República de Moçambique (PRM) prendeu seis homens que supostamente pertencem aos grupos armados que operam em Cabo Delgado, no norte de Moçambique. Os suspeitos foram apresentados nesta segunda-feira (16/03), em Mocímboa da Praia, distrito de Cabo Delgado.

Detidos 6 indivíduos suspeitos de colaborarem com insurgentes em Cabo DelgadoO grupo são supostos colaboradores que supostamente ajudaram no fornecimento de insurgentes.

Pira admitiu fazer parte da insurgência desde 2018, a convite de um homem chamado Nsuco. “Ele sempre me dizia: ‘Vamos nos juntar ao grupo e trabalhar juntos, e você também ganhará.’ Entrei no grupo por causa do que ele tinha, para que eu também pudesse”, disse ele.

O papel de Pira era receber dinheiro através de um serviço financeiro de telefonia móvel e comprar suprimentos no distrito de Mocímboa da Praia para os insurgentes.

Transações via M-Pesa

O dinheiro, usado na compra de suprimentos como alimentos, lonas e roupas e em salários, foi transferido pelo serviço financeiro de telefonia móvel M-pesa. “Eles me deram dinheiro para comprar lonas e capulanas. Então eles me disseram onde deixar as coisas. Eu recebi o dinheiro via M-pesa ”, explica Pira.

Detidos 6 indivíduos suspeitos de colaborarem com insurgentes em Cabo DelgadoPira foi ajudado por um homem chamado Abdala. “Ele [Pira] me convidou para trabalhar por dinheiro. Meu trabalho era acompanhá-lo. O homem que me dá o dinheiro é meu amigo. E normalmente são cerca de mil meticais [cerca de 14 euros] ”, afirmou.

1.465

Propriedade de Edições do Jornal Visão, Registado na República de Moçambique em Dezembro de 2016 no Gabinete de Informação, Instituição de Tutela sobre o sector da comunicações e radiodifusão com procedimentos dos ministérios da Justiça, Interior, Comércio e Indústria e dos Transportes e Comunicações. Publicações Semanais por PDF e diárias através do Website www.jornalvisaomoz.com. Notícias de Moçambique e do mundo na hora certa, com factos e argumentos fiáveis e credíveis.

Average Rating

5 Star
0%
4 Star
0%
3 Star
0%
2 Star
0%
1 Star
0%

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

×

Olá!

Clique em um de nossos representantes abaixo para bater um papo no WhatsApp ou envie-nos um e-mail para admin@jornalvisaomoz.com

× DENUNCIE SEM MEDO AGORA!
%d bloggers like this: