google.com, pub-7868974546359612, DIRECT, f08c47fec0942fa0 google.com, pub-7868974546359612, DIRECT, f08c47fec0942fa0

DEVIDO AO MAU COMPORTAMENTO: A partir de 4 de Outubro, munícipes terão que banhar vigiados nas praias

O governo reunido nesta quinta-feira, decidiu através do diploma ministerial número 51/2021 obrigar os todos os municípios com praias a fixarem placas que informam quem deve frequentar aqueles locais de diversão, prática desportiva, cultural bem como o horário de permanência.

O documento tem como objectivos a instalação do sistema de informação obrigatório, autorização de actividades desportivas, religiosas, culturais e recreativas nas praias e policiamento na zona costeira. Ou seja, devido ao incumprimento das medidas de prevenção e combate ao coronavirus anunciadas recentemente pelo Chefe do Estado Filipe Nyusi, o Governo até ponderou recuar da decisão de reabertura de praias para banhistas, mas para minimizar os efeitos que poderiam afectar pessoas não culpadas, a decisão é vigiar a presença de todos os cidadãos naqueles locais como forma de forçar o cumprimento das medidas sanitárias.

No rol desta decisão o Conselho de Ministros delegou uma equipa conjunta composta pelos Ministérios da Cultura e Turismo, do Mar, Águas Interiores e Pescas, do Interior, a Inspecção Nacional das Actividades Económicas, Municípios, Polícia Costeira e Lacustre, Serviço Nacional de Salvação Pública, Administração Marítima e Autoridades Comunitárias, devendo ser definido um plano de actuação para garantir o cumprimento das medidas de prevenção e combate à COVID-19.

A equipa conjunta liderada pela Ministra da Cultura e Turismo Eldevina Materula, propôs aos municípios a elaboração de posturas municipais, intensificação das campanhas de sensibilização, definição de horários das praias densamente povoadas, e, durante o fim de semana longo que culmina com a celebração do dia da Paz, 4 de Outubro, fazer-se monitoria naqueles locais de lazer e diversão.

Comentários do Facebook

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *