DEZOITO MORTES EM UMA SEMANA EM CONSEQUÊNCIA DE VINTE E SENTE ACIDENTES DE VIAÇÃO

DEZOITO MORTES EM UMA SEMANA EM CONSEQUÊNCIA DE VINTE E SETE ACIDENTES DE VIAÇÃO – Durante a semana de 30 de outubro a 5 de novembro a Polícia da República de Moçambique registou no país 119 tipos legais de crimes contra 136 do ano passado o que corresponde a uma redução de 17 casos correspondes a 13%. Destes crimes 34 são contra as pessoas, 51 contra o património desempenho da polícia situa-se em 85%, com esclarecimento de 106 casos dos 119 delitos registrados.

Orlando Mudumane, porta-voz da Polícia disse que falando no rescaldo semanal da PRM revelou que situação está claramente calma e controlada no Norte do país pelas Forças de defensas nacionais, no mesmo período em análise foram registrados 27 acidentes de viação contra 20 do ano passado, com destaque para 16 atropelamentos e 4 do tipo despistes, dos mesmo foram registrados 18 óbitos contra 19 do ano transato, 17 feridos graves contra 13 ligeiros.

O porta-voz frisou ainda que foram detidos 1365 indivíduos sendo que 1158 por violação de fronteiras e 207 indiciados na prática de delitos comuns. Foram também apreendidas 5 armas de fogo, 3 do tipo pistolas e duas caçadeiras. A PRM recuperou 24 viaturas roubas e entregues aos legítimos proprietários, na mesma semana foram fiscalizadas 57.490 viaturas em todo território nacional das quais 50 aprendidas por varias causas, 23 livretes aprendidas, 270 cartas de condução e aplicadas 3319 multas aos automobilistas infratores, 34 infratores recolheram as celas por condução ilegal e 18 condutores por condução activa.

Entretanto, questionado sobre a calma que o porta-voz diz ter no Norte do país. O porta-voz responde dizendo que ‟a situação está claramente controlada pelas defensas de segurança nacionais pois temos dobrado os esforços para manter tudo em ordem principalmente dos ataques no Cabo delgado”.

Mais de 515 mil viajantes cruzaram as fronteiras nacionais durante o mês de outubro

Durante o mês de Outubro de 2019, o Serviço Nacional de Migração-SENAMI registou redução de movimento migratório na ordem de 2% quando comparado a igual período do ano anterior, ou seja, no período em análise, atravessaram pelos postos de travessia nacionais 515.560 viajantes contra 525.763 de igual período do ano de 2018.

O porta-voz do serviço Nacional de migração, Celestino Matsinhe falando do resumo do movimento migratório no período em análise, revelou que registaram-se mais de 251.864 entradas no país o que corresponde a 41%, e ao que concerne as saídas foram registrados 263.696 saídas o que corresponde 51%, na mesma semana a província de Maputo registou maior fluxo migratório com 248.391 que corresponde a 48%. De realçar que o posto de travessia do Ressano Garcia foi o que maior registou o movimentos migratórios num total de 209.585 que corresponde a 41%.

Matsinhe frisou ainda que durante o mês de Outubro findo, o SENAMI interpelou e aplicou sanções a 21 cidadãos estrangeiros de diversas nacionalidades, por não terem comunicado a hospedagem de cidadão estrangeiro. Estas infrações foram maioritariamente registadas na Província de Maputo num número de 06, Cidade de Maputo com 04, mesmo para a Província de Niassa. De realçar que a falta de comunicação de hospedagem de cidadão estrangeiro ocorre quando um hotel, estalagem, motel, parque de campismo, pousada, casa de hóspede ou similar, bem como particular alberga cidadão estrangeiro e não comunica aos Serviços de Migração, entretanto, esta infração é sancionada com multa diária de 1000,00MT.

A comunicação em questão deve conter sem abreviaturas, o nome completo do cidadão estrangeiro, estado civil, profissão, nacionalidade, data de nascimento, procedência e destino. O SENAMI apela a todos os cidadãos nacionais e estrangeiros que albergam cidadãos estrangeiros em suas residências para comunicarem à Direcçao Provincial de Migração da área da sua residência, sob pena de sofrerem sanções caso não comuniquem.

Por: Augusto Nhantumbo

 

 

602

Perfil do Editor

Nádio Taimo
Nádio Taimo
Editor-chefe do Jornal Visão.
Iniciou com a sua carreira Jornalística na Imprensa escrita em 2016 no Jornal Times of Mozambique. Conta com um prémio Jornalístico, 2º lugar do (Prémio Jornalístico sobre Cooperativismo Moderno - 2019 na categoria de Imprensa Escrita, organizado pela AMPCM. Já passou por vários jornais nacionais e trabalhou também como correspondente internacional.

Nádio Taimo é também Apresentador e Produtor de programas de Rádio, Redactor Publicitário e Escritor. Já ganhou um Prêmio "Poeta Revelação 2015". Contribui para o desenvolvimento das Comunidades de baixa renda como um agente Cívico, activista de Direitos Humanos, formado em liderança cívica pela Unisa Graduate School of Bussiness LeaderShip-SBL Alumni através do Yali na África do Sul.
Conta com outras formações como Acção Social, Empreendedorismo e Negócios, Técnico Médio de Comunicação e Multimédia, entre outras. ~

Nasceu a 06 de Novembro de 1995 na província de Maputo - Cidade da Matola - Moçambique, local onde fixou sua residência atual.

É comprometido com seu trabalho e família.

Editor-chefe do Jornal Visão. Iniciou com a sua carreira Jornalística na Imprensa escrita em 2016 no Jornal Times of Mozambique. Conta com um prémio Jornalístico, 2º lugar do (Prémio Jornalístico sobre Cooperativismo Moderno - 2019 na categoria de Imprensa Escrita, organizado pela AMPCM. Já passou por vários jornais nacionais e trabalhou também como correspondente internacional. Nádio Taimo é também Apresentador e Produtor de programas de Rádio, Redactor Publicitário e Escritor. Já ganhou um Prêmio "Poeta Revelação 2015". Contribui para o desenvolvimento das Comunidades de baixa renda como um agente Cívico, activista de Direitos Humanos, formado em liderança cívica pela Unisa Graduate School of Bussiness LeaderShip-SBL Alumni através do Yali na África do Sul. Conta com outras formações como Acção Social, Empreendedorismo e Negócios, Técnico Médio de Comunicação e Multimédia, entre outras. ~ Nasceu a 06 de Novembro de 1995 na província de Maputo - Cidade da Matola - Moçambique, local onde fixou sua residência atual. É comprometido com seu trabalho e família.

×

Olá!

Clique em um de nossos representantes abaixo para bater um papo no WhatsApp ou envie-nos um e-mail para admin@jornalvisaomoz.com

× DENUNCIE SEM MEDO AGORA!
%d bloggers like this: