Dívidas Ocultas: Teófilo Nhangumele é conhecido como tradutor desde 1994

Dividas ocultas em Julgamento

Dividas ocultas em Julgamento

“Ele me impressionou na forma como traduzia, talvez porque era leiga na língua”

Administradora da EMATUM disse que a empresa operou contrariando as declarações de alguns réus e tinha cerca de 20 embarcações

No 43.º dia da Sessão de Discussão e Julgamento do caso das dívidas ocultas a declarante IVONE LICHUCHA disse ter conhecido Teófilo Nhangumele em 1994 quando este traduzia na língua inglesa de um jeito extraordinário e de lá só estranhou vê-lo envolvido no escândalo.

Ela afirmou ainda que não conhece Bruno Tandane Langa. Entretanto conhece o réu Teófilo Nhangumele desde 1994 numa dessas reuniões e a primeira vez que o viu era tradutor, tendo ela ficado impressionada.

Dali começava a conhecê-lo, mas ela afirma que enquanto esteve em funções na EMATUM SA, não teve o contacto com o réu Teófilo Nhangumele.

Jornal Visão Moçambique
Author: Jornal Visão Moçambique

Jornal moçambicano que inova na maneira de informar. Notícias de Moçambique e do mundo num toque. Digitalizamos a maneira como a notícia chega ás suas mãos e ao bolso através desta camada jovem que faz Jornalismo Social e Responsável.

error

Enjoy this blog? Please spread the word :)

Activar notificações Sim Não, obrigado
A ride within chiang mai will cost 20 40b. Unleash the power of stochastic oscillator : mastering entry and exit points with precision.