EM NOME DO POVO MOÇAMBICANO – RENAMO EXIGE DEMISSÃO “imediata” DE FILIPE NYUSI

O partido Renamo pronunciou-se na manhã desta sexta-feira (22) na sua sede em Maputo sobre o envolvimento do actual chefe do Estado e do seu partido no caso das dívidas ocultas. Falando a imprensa, o Porta-voz do maior partido da oposição, José Manteigas afirmou que o seu partido e o povo moçambicano exige que Filipe Nyusi demita-se imediatamente do cargo de presidente da República como forma de salvaguardar a imagem pessoal ou o seu amor a pátria que diz ter. Após ter sido mencionado nos EUA por ter recebido 1 milhão de dólares de suborno.

“Desafiamos ao presidente da República a acatar esta exigência sob pena de demonstrar que pretende manter-se no poder para dilapidar os impostos dos moçambicanos e proteger o seu partido, e seus correligionários também envolvidos nas dívidas inconstitucionais e ilegais”, avançou José Manteigas. Entretanto, o Porta-Voz vai mais longe ao instar a Procuradoria-Geral da República, mais uma vez, para acionar todos os mecanismos constitucionais e legais para o apuramento da verdade e consequente responsabilização civil e criminal de todos implicados.

Segundo a Renamo a informação do envolvimento do chefe do Estado no caso das dívidas ocultas poem em causa a reputação, idoneidade, confiança e legitimidade para o mesmo continuar a conduzir os destinos do país. “Dai resulta que o mais alto magistrado da Nação, que deveria ser exemplo eximo de boa conduta não têm condições morais para propalar discursos de combate a corrupção e muito menos respeito a constituição da República, a lei e as instituições do Estado, sabido que muito recentemente autorizou o pagamento da divida da Ematum, contrariando o Acórdão do Conselho Constitucional”, realçou a fonte.

Por tanto, para a Renamo este escândalo das dívidas ocultas “associa-se a recente fraude eleitoral, uma autêntica vergonha nacional e faz jus o modus operando do partido no poder, o de roubar, roubar e roubar cada vez mais”, disse Manteigas. De referenciar que segundo reporta o Centro de Integridade pública, Jean Boustani, disse que Filipe Nyusi recebeu suborno de 1 milhão de dólares da Privinvest. “ Nuy é o actual presidente de Moçambique, Filipe Jacinto Nyusi. Pagamos-lhe 1 milhão de dólares como contribuição para a sua campanha eleitoral em 2014”, Jean Boustani disse ao Juiz William F. Kunitz II, que o obrigou a descrever as pessoas na lista do email em anexo. Entretanto, o dinheiro em questão para Nyusi foi enviado para uma empresa chamada Sunflower International, com sede em Abu Dhabi.

Por: Nádio Taimo

2.601

One thought on “EM NOME DO POVO MOÇAMBICANO – RENAMO EXIGE DEMISSÃO “imediata” DE FILIPE NYUSI

Comentários desabilitados

Fechar

Capa da Semana

Fresquinha e Quente está a edição número 105

Anuncie aqui – 872007240

PUBLICIDADE E ANÚNCIOS
PUBLICIDADE E ANÚNCIOS
%d blogueiros gostam disto: