EMPRESÁRIOS CHINESES BUSCAM OPORTUNIDADES DE INVESTIMENTOS NO SECTOR DO TURISMO NO PAÍS

EMPRESÁRIOS CHINESES BUSCAM OPORTUNIDADES DE INVESTIMENTOS NO SECTOR DO TURISMO NO PAÍS

O Ministro da Cultura e Turismo, Silva Dunduro recebeu na terça-feira (17) em Maputo um grupo de empresários Chineses, que veio à Moçambique para fazer a prospecção das oportunidades de investimento nas áreas de turismo, indústria, engenharia civil, saúde, entre outros.

Falando a imprensa, Dunduro disse que inicialmente esperava-se apenas pela vinda de empresários ligados somente a área da cultura e turismo em especial, mas descobriu que os mesmos estavam interessados em investimentos em diversos sectores fora da cultura e turismo. “Como podem ver outras áreas são do seu interesse, tais como petróleo, agricultura, entre outros. Portanto, penso que esta delegação levou-nos a criar um encontro para apresentar diferentes áreas de oportunidades em Moçambique”, revela Silva Dunduro.

O Ministro da Cultura e Turismo diz que a China tem uma experiência vasta no ramo da cultura, pois que tornou-se o primeiro país no mundo com o maior desenvolvimento da economia criativa, e quer aproveitar esta oportunidade para fazer da cultura nacional como um activo económico. “Já temos um instituto das artes e cultura criado, estamos no processo de selecção do director e queremos que no próximo mandato este objectivo seja alcançado. Recebemos nossos parceiros porque efectivamente não podemos começar do zero, mas tenhamos um ponto de partida com este instituto”, afirmou a fonte.

O governante vai a fundo afirmando que há quem acha que o sector está a desenvolver uma arte de risco. “Como todos sabem, por exemplo pode cair uma bomba hoje mas isso não significa que não podem vir turistas, muitas das vezes tem sido esse pensamento da comunicação para o mundo, porque quando se pensa e ouve-se que houve um ataque num ponto do país, pensa-se efectivamente que é em todo território nacional. É verdade que há indicação de algumas desistências em termos de reservas de um modo geral, não está a trazer um efeito como era em 2015 quando começamos com o turismo, sobretudo no centro do país, mas a situação está controlada, todos nós devemos fazer uma arte de risco para que não se pense que em todo país não se possa visitar, não se possa praticar turismo em Moçambique. Tudo funciona, as instituições funcionam e o turismo está acontecer”, diz Dunduro.

O Ministro da Cultura aponta que houve dificuldades para que os chineses chegassem a Moçambique, pois os mesmos não sabiam que já há um visto de fronteira duplo de 30 dias.

756

Perfil do Editor

Redacção
Propriedade de Edições do Jornal Visão, Registado na República de Moçambique em Dezembro de 2016 no Gabinete de Informação, Instituição de Tutela sobre o sector da comunicações e radiodifusão com procedimentos dos ministérios da Justiça, Interior, Comércio e Indústria e dos Transportes e Comunicações. Publicações Semanais por PDF e diárias através do Website www.jornalvisaomoz.com. Notícias de Moçambique e do mundo na hora certa, com factos e argumentos fiáveis e credíveis.

Propriedade de Edições do Jornal Visão, Registado na República de Moçambique em Dezembro de 2016 no Gabinete de Informação, Instituição de Tutela sobre o sector da comunicações e radiodifusão com procedimentos dos ministérios da Justiça, Interior, Comércio e Indústria e dos Transportes e Comunicações. Publicações Semanais por PDF e diárias através do Website www.jornalvisaomoz.com. Notícias de Moçambique e do mundo na hora certa, com factos e argumentos fiáveis e credíveis.

×

Olá!

Clique em um de nossos representantes abaixo para bater um papo no WhatsApp ou envie-nos um e-mail para admin@jornalvisaomoz.com

× DENUNCIE SEM MEDO AGORA!
%d bloggers like this: