Escritor brasileiro Dan Porto cria projeto em vídeo para homenagear Fernando Pessoa

Escritor brasileiro Dan Porto cria projeto em vídeo para homenagear Fernando Pessoa

Escritor brasileiro Dan Porto cria projeto em vídeo para homenagear Fernando Pessoa – AS PESSOAS DE FERNANDO

O projeto “As Pessoas de Fernando” pretende divulgar a poesia e a obra do poeta português Fernando Pessoa e seus heterônimos em vídeo, e; formar público para clipoema ou videopoema, teatro e poesia.

Escritor brasileiro Dan Porto cria projeto em vídeo para homenagear Fernando PessoaEm série de vídeos para o YouTube, o artista e escritor Dan Porto lê, recita, decora e questiona o poeta Fernando Pessoa em “As Pessoas de Fernando”. É um experimento de Transtexto, a técnica de criação e expressão poética utilizada pelo artista onde poemas são misturados e versos suprimidos ou acrescidos.

“Os vídeos são produzidos quase artesanalmente, com a estrutura e os conhecimentos de que disponho, porque não era possível esperar mais. A previsão de lançamento do projeto era para 2021, mas o período de quarentena adiantou o processo.

Escritor brasileiro Dan Porto cria projeto em vídeo para homenagear Fernando Pessoa“Fernando é quem eu escolheria caso tivesse que ler apenas um autor para o resto da vida. Ele fala comigo e fala por mim. Eu me analiso e me curo em Pessoa. Ele me motiva a fazer meu trabalho de escritor todos os dias.

“Sem dúvida, é o maior representante moderno da Língua Portuguesa. E é um dever apresentá-lo às novas gerações, às mídias sociais, ao audiovisual e ao universo do teatro.

“É uma pretensão audaciosa da minha parte que não sou ator, nem um entendido de audiovisual, no entanto, há o dever como leitor, eu me sinto responsável ante o poeta dado o tanto que ele me dá. É preciso falar de poesia, recitar versos e levar ao maior número possível de telas um texto com a potência de Fernando. Pessoa liberta!”.

Escritor brasileiro Dan Porto cria projeto em vídeo para homenagear Fernando PessoaDan Porto é artista e especialista em Artes. Como escritor, publicou sete livros, dentre eles a Série Poética: “Just it”, “Carménère”, “Xilema” (2015) e o romance “A cura da Aids” (2017), além de textos avulsos em veículos especializados. É porta-voz do Transtexto, técnica de criação e expressão poética cujo resultado ainda é inédito em livro, e do Homo Poeticus, panfleto de poesia autoral distribuído gratuitamente em Curitiba, onde vive.
Em 2017, durante a 11ª Primavera dos Museus (Instituto Brasileiro de Museus – IBRAM), realizou o Recital “A Arte de dizer” (com o músico Gabriel Flores), cuja seleção de poemas já trazia por base a obra de Fernando Pessoa e os heterônimos.

300

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: