Feizal Sidat prioriza antigos futebolistas para apoio aos "Mambas" | Jornal Visão

Feizal Sidat prioriza antigos futebolistas para apoio aos “Mambas”

Feizal Sidat prioriza antigos futebolistas para apoio aos "Mambas"

Antigos futebolistas moçambicanos com passe livre para acompanhar a selecção nacional

Os antigos atletas de futebol moçambicano, vão passar a beneficiar de cartões de  Livre Trânsito para acompanhar os Jogos da Seleção nacional de Futebol  e  contribuírem para a massificação do Desporto no País.

A garantia foi dada  pelo Presidente da Federação Moçambicana de Futebol Feizal Sidat, num  encontro que decorreu nesta terça-feira em Maputo  com objectivo de  aproximar as antigas estrelas à vida do futebol nacional.

Ângelo Matinene em representação da FMF  disse que o momento é oportuno para troca de ideias em função do manifesto eleitoral do elenco da Federação Moçambicana de Futebol, o qual priorizará entre outros aspectos a inclusão dos veteranos do futebol nacional.

Do encontro extraiu-se aspectos positivos que sinalizam um bom relacionamento e uma abertura mais ampla desta Direcção, dentro do prisma que agrega valores que vão dar outro impulso ao desenvolvimento do desporto e do futebol em particular, disse Matinene.

Gervásio Jesus Presidente da Associação dos Veteranos  disse na ocasião que esta é uma porta que se abre depois de tantos anos de futebol que deram pelo país.

“Alguns como dirigentes, outros como jogadores, por isso  há  um tributo que  devemos prestar pelo país. Seriamos condenados pela história futebolística deste país se não  deixássemos nenhuma recordação”, frisou de Jesus.

Para Gervásio, a oportunidade dada pela FMF chama a atenção dos veteranos da modalidade para analisarem de forma poderão usufrui-la de modo a apoiar o desporto rei. “O que todos almejamos é ver o futebol a sair do patamar que se encontra, porque todos nós sabemos que Moçambique já foi na arena futebolística continental é lá que nós queremos”, disse.

Na sua intervenção, Miguel dos Santos, Antigo Treinador  e Jogador do Desportivo de Maputo, revelou que está bastante satisfeito porque é a primeira vez que presencia este tipo de acção  desde a Independência Nacional, nenhum Presidente da FMF, se lembrou de fazer deles, “portanto este tipo de acção é necessária para o desenvolvermos do nosso futebol e termos pessoas a altura do que aquilo que a gente tem tido ultimamente”, lamentou e jubilou dos Santos.

Recorde-se que depois de um interregno, Feizal Sidat voltou ao comando da FMF e desta vez como pontapé de saída preferiu a inclusão dos antigos pupilos dos “Mambas” como forma de valorizar o “desporto rei” nacional e os seus fazedores que poderão ser de vital importância nas próximas contas da selecção, tendo em vista a busca pelo Qatar-2022 onde Moçambique cruza com duas potências africanas, Camarões e Costa do Marfim, para além do Malawi que tem quase o mesmo histórico da selecção de casa.

Ajude-nos a crescer. Sua ajuda conta muito para nó
1.137

×

Olá!

Envie sua notícia ou informação pelo WhatsApp, é seguro e sigiloso. Pode confiar ou envie-nos um e-mail para redaccao@jornalvisaomoz.com

× REPÓRTER É VOCÊ. ESCREVA-NOS AGORA!
%d bloggers like this: