Mais de 2.000 jovens vítimas da fístula obstétrica | Jornal Visão

Mais de 2.000 jovens vítimas da fístula obstétrica

 

Mais de 2.000 jovens vítimas da fístula obstétrica – A Universidade Rovuma na Cidade de Nampula organiza uma palestra sobre fístula obstétrica e seu tratamento, que terá lugar no próximo dia 29, na sede da (UniRovuma)

A palestra é destinada á profissionais de saúde e o público interessado, onde terá como palestrante o Director da Focus Fístula de Moçambique, Médico cirurgião e urologista Igor Vaz, com mais de 30 anos de carreira nesta área.

A fístula obstétrica é uma fissura que ocorre entre a vagina da mulher e a bexiga ou reto. Entre as principais causas desta enfermidade incluem-se partos prolongados e obstruídos, especialmente onde o acesso a cuidados obstétricos é restrito.

A realização da palestra coincide com a passagem do primeiro aniversário da criação da UniRovuma, que vai marcar o arranque da campanha de tratamento da doença.

A campanha que vai decorrer na Província de Nampula inicia no dia 26 a 31 de Janeiro corrente, numa parceria entre a Focus Fistula, o Ministério da Saúde e SEKELEKANI.

A Focus Fístula já realizou campanhas similares em várias províncias do país, nomeadamente Niassa, Inhambane e Gaza com o objectivo de ajudar as mulheres a superarem a doença e recuperar o seu bem-estar

De acordo com dados oficias, em Moçambique, cerca de 2,300 mulheres jovens tornam-se, todos os anos, vítimas desta doença, acabando muitas delas excluídas do convívio social.

Fonte: CIVILINFO

556

Angélica Miranda, nome profissional e mais conhecido nos meandros do Jornalismo, é uma jovem moçambicana formada em Jornalismo e Comunicação pelo Instituto Técnico de Moçambique entre os anos 2016 e 2018. Começa a escrever e fazer o jornalismo na prática a 08 de Janeiro de 2018 na rádio Voz Coop como Estagiária e segue para uma outra fase na colaboração com o Semanário Jornal Visão, escrevendo matérias de relevo relacionadas com Economia, Saúde, Gênero e Mulher. Enquanto isso, Angélica Miranda continuou na aprendizagem sobre Rádio e chega a produzir um programa sobre trânsito no qual privilegiou o contacto directo com os automobilistas colocando temas em debate semanais. Da produção deste programa torna-se no princípio de 2019 Chefe de Redacção da Rádio Voz Coop onde passa a colaborar na produção de conteúdos radiofónicos virados para notícias, reportagens e programas diversos. Atualmente é colabora invicta do Jornal Visão, semanário que virou febre aos olhos dos moçambicanos pois é produzido por uma equipa completamente e 100% jovem, inovadora e dinâmmica.

×

Olá!

Clique em um de nossos representantes abaixo para bater um papo no WhatsApp ou envie-nos um e-mail para admin@jornalvisaomoz.com

× DENUNCIE SEM MEDO AGORA!
%d bloggers like this: