MOÇAMBIQUE: MDM está ou não em crise? | Jornal Visão

MOÇAMBIQUE: MDM está ou não em crise?

O Movimento Democrático de Moçambique-MDM, está nos últimos dias a ser alvo de notícia em quase todos órgãos de comunicação social do país e a nível internacional devido a saída dos seus membros para se filiarem ao partido RENAMO. 
MOÇAMBIQUE: MDM está ou não em crise?
DAVIZ SIMANGO – PRESIDENTE DO MDM

Informações em nosso poder indicam que depois da saída de Venâncio Mondlane que também rennuciou o cargo de Deputado da Assembleia da República pelo MDM, seguiu a vez de Manuel de Araújo atual edil de Quelimane(capital da Zambézia) para também se filiar a RENAMO. Aliás, Manuel de Araújo fez um ofício que entregou oficialmente nesta quarta-feira em Maputo, deixando deste modo de ser a cabeça-de-lista do MDM para a Assembleia Municipal de Quelimane e de candidato a presidência do Municícipio.
As últimas informações dão conta que Manuel de Araújo foi apresentado na manhã desta sexta-feira pelo partido RENAMO como cabeça-de-lista para o município de Quelimane. 
Assim o MDM, que estava na preparação para as autárquicas de 10 de Outubro terá redobrar esforços para colocar seus membros no activo de forma a recuperar a força perdida com a saída dos outros.
VENÂNCIO MONDLANE JÁ NÃO DEPUTADO

O deputado da Assembleia da República de Moçambique Venâncio Mondlane, que na terça-feira se filiou na Renamo, renunciou ao mandato parlamentar, anunciou hoje a presidente do órgão, Verónica Macamo.
MOÇAMBIQUE: MDM está ou não em crise?
Venâncio Mondlane numa das sessões da plenária antes de renunciar o cargo de Deputado
A presidente do parlamento anunciou a renúncia de Venâncio Mondlane quando falava na sessão extraordinária da Assembleia da República, que iniciou hoje o debate de revisão da legislação autárquica.
Venâncio Mondlane era deputado do Movimento Democrático de Moçambique (MDM), terceiro maior do país, e na terça-feira foi apresentado à comunicação social pelo secretário-geral da Resistência Nacional Moçambicana (Renamo), Manue Bissopo, como membro do principal partido da oposição.
Não são conhecidas as razões da desvinculação de Venâncio Mondlane do MDM, mas o político recusou a sua indicação a candidato do partido às eleições autárquicas de 10 de outubro em Maputo, afirmando que não foi consultado sobre a decisão.
Mondlane, um político muito conhecido nos centros urbanos de Moçambique pela sua retórica, foi candidato do MDM à presidência de Maputo nas autárquicas de 2013, tendo sido derrotado por David Simango da Frente de Libertação de Moçambique (Frelimo), partido no poder, num escrutínio muito disputado pelos dois.
Venâncio Mondlane abandona o MDM numa altura em que o líder do partido, Daviz Simango, tem sido alvo de fortes críticas por uma alegada concentração de poderes e marginalização de opositores internos.
Vários analistas dizem que Venâncio Mondlane poderá ser o cabeça-de-lista da Renamo em Maputo nas eleições autárquicas de 10 de outubro, mas o secretário-geral do principal partido da oposição negou confirmar essa informação, remetendo para as “bases” a escolha do candidato do partido às eleições.
Ajude-nos a crescer. Sua ajuda conta muito para nó
632

×

Olá!

Envie sua notícia ou informação pelo WhatsApp, é seguro e sigiloso. Pode confiar ou envie-nos um e-mail para redaccao@jornalvisaomoz.com

× REPÓRTER É VOCÊ. ESCREVA-NOS AGORA!
%d bloggers like this: