Moradores de Chamanculo vandalizam postes de iluminação pública

No Distrito Municipal Ka Lhamanculo, moradores vandalizaram em várias ruas principais, postes de iluminação pública. São jovens de má fé que, a calada da noite se dedicam à roubos nas residências e assaltos na via pública.

A rua por detrás da igreja Católica, Missão José de Lhanguene, recentemente o Vereador Municipal Zeferino Chioco, através de parcerias colocou postes de iluminação que em menos de uma semana foram vandalizados. A falta do policiamento comunitário faz com que os actos de desordem continuem a aumentar naquele distrito.

Mayda Paulo, uma jovem de 23 anos de idade que usa a via pública para seu local de trabalho e vice-versa conta como é o cenário naquelas bandas depois das 19 horas.

“Trabalho em uma loja e volto sempre de noite. Por mais de 4 vezes fui arrancada meus bens com destaque a telemóveis e sapatos. Apenas escapei ser sexualmente violada. Aqui a vida de noite é muito difícil. Não temos apoio da polícia comunitária. O estranho é que temos um quartel da UIR, uma esquadra e posto policial aqui perto mas os agentes nada fazem para além de nos exigirem documentos e obrigarem-nos a lhes darmos dinheiro de refresco como eles costumam dizer. Aqui todos são iguais, a polícia assim como os próprios ladrões” – desabafou a nossa entrevistada.

Para muitos jovens como Mayda que trabalha, a situação não é das melhores. Aliás segundo nossos entrevistados que não quiseram ser identificados, muitos dos assaltantes são jovens e vizinhos seus, que são rebeldes chegando a prometer matar aquele que denunciá-los.

“Os jovens de Chamanculo usam a rebeldia que mesmo a nossa polícia não consegue intervir. Caso concreto, é proibido a venda de bebidas alcoólicas devido a pandemia e mesmo pela lei, mas para quem conhece a famosa ´terra prometida´ são quase todas as barracas que vendem até madrugada, bebidas alcoólicas e nada é feito”, aponta um dos moradores.

O vereador do distrito municipal de LHAMANCULO, prometeu pronunciar-se sobre a problemática denunciada pelos moradores, pois sua estada naquele local deve ser de mais valia garantindo a ordem e segurança públicas, “assim respondemos ao chamado do Presidente da República Filipe Nyusi, sobre trabalhar para o bem estar do país”, rematou telefonicamente.

A nossa ronda pelo distrito municipal LHAMANCULO estendeu-se até ao bairro Xipamanine que nos últimos dias com a mudança do sentido de entrada e saída dos transportes semi-colectivos de passageiros, a desordem aumentou. A medida, a quando da sua entrada houve renitência e alguns transportadores chegaram a fazer greve mas entenderam que a filosofia do município visava o bem comum e não particular.

Por um lado os moradores culpam as estruturas locais e dizem que estas nada fazem para combaterem em conjunto os problemas que inquietam o bairro.

Importa referir que, Chioco foi reconduzido ao cargo de vereador de LHAMANCULO pelo edil da capital moçambicana e dentre muitos problemas a criminalidade, a imundície e a falta de iluminação, continuam sendo os maiores problemas e um desafio lançado a um jovem que conhece a realidade do seu povo.

 25 

Comentários do Facebook

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.