Noruega disponibiliza cerca de 5.9 milhões de dólares para beneficiar pessoas com deficiência | Jornal Visão

Noruega disponibiliza cerca de 5.9 milhões de dólares para beneficiar pessoas com deficiência

Noruega disponibiliza cerca de 5.9 milhões de dólares para beneficiar pessoas com deficiência

Moçambique foi o palco da visita do Príncipe Herdeiro da Noruega Haakon, de 12 a 13 de Fevereiro corrente, acompanhado do Ministro de Desenvolvimento Dag-Inge Ulstein e do Secretário de Estado para Indústria e Comércio, Lucie Katrine Sunde-Eidem. A visita ao nosso País, acontece em resposta ao convite feito pelo Presidente da República Filipe Nyssi na ocasião da sua estada naquele país nórdico em 2018.

Para alcançar as metas de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas é importante que ninguém fique de fora. Através da iniciativa “Juntos pela Inclusão” ao qual envolve crianças com deficiência em idade escolar, lançada no dia 12 do mês corrente pelo Príncipe Herdeiro da Noruega Haakon Magno, a Noruega disponibilizou cerca de 5.9 milhões de dólares em benefício das pessoas com deficiências em Moçambique.

Na ocasião, o representante da Save The Children em Moçambique, Chance Brigs, disse sentir-se orgulhoso por contribuir para a inclusão de pessoas com deficiência, em particular a criança, “um dos princípios básicos da convenção dos direitos da criança é a não descriminação… este projeto vem fazer jus a este pilar ao assegurar dentre outros objectivos, a capacitação de pessoas com deficiência e  suas organizações e apoiar ao Governo a adoptar políticas e práticas inclusivas que ajudarão a desenvolver o modelo da inclusão”, acrescentou Brigs.

Para Brigs esta iniciativa vai contribuir também para o alcance do quarto objectivo de desenvolvimento sustentável que visa assegurar a educação inclusiva, equitativa e de qualidade, “a teoria de mudança da Save the Children assenta em três componentes, ser inovador para promover soluções baseadas em evidências, ser a voz de e para a criança com deficiência e criar parcerias para alcançar resultados “, disse Brigs.

Cantol Pondja, Presidente do Fórum das Associações Moçambicanas de Pessoas com Deficiência – FAMOD, fórum que congrega 35 associações de e para pessoas com deficiência em Moçambique, com enfoque em promover e advogar os direitos das crianças, jovens e adultos com deficiência como voz representativa de pessoas com deficiência no país, o FAMOD será o principal responsável pelo pilar Direitos Humanos e democracia. “Para nós é importante oferecer uma imagem global dos esforços da advocacia que vem sendo desenvolvidos pelo FAMOD e parceiros em Moçambique, bem como facilitar a todos a compreensão da relevância que o programa “Juntos pela Inclusão” têm no país”, explicou Pondja.

Por outro lado, Moisés Comiche, Director Nacional da Ação Social, afirmou que a instituição que representa, têm levado a cabo acções visando garantir o acesso à educação através da integração de pessoas com deficiência nas escolas regulares, “em centros de formação inclusiva e nas escolas especiais, o Governo avançou na perspectiva de elaborar uma lei específica para protecção de pessoas com deficiência aprovada em sede do Conselho de Ministros, mas como a proposta de lei e aprovação cabe a Assembleia da República, estamos neste momento a aprimorar para submeter novamente a legislatura actual da AR“, revelou Comiche.

 

Leia também:

PRÍNCIPE HAAKON DA NORUEGA VISITA MOÇAMBIQUE EM DOIS DIAS

 

Ajude-nos a crescer. Sua ajuda conta muito para nó
860

×

Olá!

Envie sua notícia ou informação pelo WhatsApp, é seguro e sigiloso. Pode confiar ou envie-nos um e-mail para redaccao@jornalvisaomoz.com

× REPÓRTER É VOCÊ. ESCREVA-NOS AGORA!
%d bloggers like this: