O que é feito com nossos dados digitais quando morremos? | Jornal Visão

O que é feito com nossos dados digitais quando morremos?

O que é feito com nossos dados digitais quando morremos?

Entre as piadas postadas em um perfil de “memes” no Instagram, uma traz a mensagem: “Se gaia [chifre] fosse dinheiro, Recife era Dubai”, em referência a um possível alto número de casos de traição na capital pernambucana.

Em meio a risos e marcações entre amigos na publicação do perfil “Recife Ordinário”, um comentário específico se destaca: “E eu seria um sheik”. O autor da mensagem é o perfil oficial de Reginaldo Rossi, cantor e compositor recifense de brega que ficou famoso em todo o Brasil por cantar dores de cotovelo e exaltar a figura do “corno”.

Mas esse comentário não foi feito anos atrás, quando o artista ainda era vivo e fazia seus fãs rirem com piadas durante os shows. O comentário de Rossi foi deixado em agosto de 2019, pelo perfil oficial na rede social.

Morto no fim de 2013 em decorrência de um câncer de pulmão, o cantor segue “vivo” nas redes sociais, respondendo fãs, participando de discussões em outros perfis e até fazendo piadas.

Apesar de estar escrito na descrição do perfil que a página é mantida por “amigos e familiares”, o caso ilustra bem como a “marca” de um artista pode seguir ativa na internet mesmo após o seu falecimento.

FONTE: #SalaSocial da BBC

Ajude-nos a crescer. Sua ajuda conta muito para nó
733

Average Rating

5 Star
0%
4 Star
0%
3 Star
0%
2 Star
0%
1 Star
0%

One thought on “O que é feito com nossos dados digitais quando morremos?

Comments are closed.

×

Olá!

Envie sua notícia ou informação pelo WhatsApp, é seguro e sigiloso. Pode confiar ou envie-nos um e-mail para redaccao@jornalvisaomoz.com

× REPÓRTER É VOCÊ. ESCREVA-NOS AGORA!
%d bloggers like this: