ONG´s da sociedade civil formadas  em  temáticas da VBG | Jornal Visão

ONG´s da sociedade civil formadas  em  temáticas da VBG

ONG´s da sociedade civil formadas  em  temáticas da VBG

 

Cerca de (5)  organizações da Sociedade Civil oriundas de diversas províncias do país  que trabalham na promoção da igualdade de gênero e o Empoderamento da Mulher  e das  Raparigas em Moçambique foram Capacitadas durante 7 dias (28 á 6 de novembro) na Cidade de Maputo, em Matérias Públicas numa perspectiva de Gênero elevando o seu nível de participação democrática, com  objectivo de constituir uma rede de Facilitadores a nível das Cinco Províncias   acima citadas com  Conhecimentos sobre o  projecto e posteriormente implementá-lo nos Distritos, Localidades e Comunidades.

Segundo  Maira Domingos do Fórum Mulher, facilitadora, a formação  tem como objectivo  potencializar o conhecimento sobre ás temáticas de Violência baseada no Gênero, introdução Voluntária da Gravidez, uniões Forçadas e Prematuras, “como podemos saber que a Lei foi Recentemente promulgada e o país não Criminalizava uma união Prematura e esta informação será  útil para  um pai, uma mãe que está na Comunidade, saber que por cima da sua autoridade  existe um dispositivo Legal que proíbe e penaliza esses actos porque as crianças são a  propriedade do Estado e elas é que vão continuar a  desenvolver este país. Para isso é necessário um trabalho de mobilização Comunitária  de Consciencialização das Famílias, e é essa acção que estas pessoas formadas devem fazer como réplica juntos dos seus pares e outras redes de organizações a nível das suas províncias para depois com mais incidência entrarem nas comunidades por forma que elas mesmas sejam vigilantes da Lei.

Maria Cussaia representante da  associação de Mulheres Paralegais de Tete aborda que esta formação é mais  um subsídio de aprendizado que adquirem por que segundo ela vinham participando noutras capacitações  e só abordavam a questão da Violência Doméstica e neste encontro aprenderam uma outra  abordagem que é uniões Prematuras  e interrupção das Gravidezes Precoces nas mulheres e Raparigas.  A mesma diz que os conteúdos da Formação  foram bem disseminadas  e agora “é nossa missão fazer chegar o aprendizado ás comunidades como um desafio de fazer perceber que uma rapariga não deve casar antes dos 18 anos. Antigamente as nossas instituições de saúde não permitia fazer interrupção da gravidez, mas com esta formação aprendemos novas abordagens e com isto saímos a ganhar porque a Lei já está aprovada e penso que vamos levar esta boa informação as comunidades”, frisou.

Por outro lado, Maria, indica que na sua província a sua agremiação vai capacitar os actores, instituições, Organizações da sociedade civil, grupos influentes, para que todos tenham a mesma  acção e vantagem “porque esta bagagem não pode ser só para nós mas sim dar as outras pessoas para serem eles á fazer uma actividade nas Comunidades”, explanou Maria.

Nelson, representante da Associação  Moçambicana de Mulheres de Carreira Jurídica disse que  este exercício Formativo foi interessante e Multidisciplinar o qual ela tinha componentes diferentes Onde diversas organizações vinham  aprender  componentes diferentes para poder fazer réplica nos seus locais de origem e  portanto  foi   interessante em termos de aprendizagem.

O mesmo Frisa que esta é mais uma informação adicional para além daquilo que já tínha como “background” “e agora que já temos Leis específicas e instrumento legais  que penalizam  as unioes prematuras já podemos falar  e divulgar com evidências porque temos a lei connosco e já podemos disseminar”, disse Nelson.

A formação insere-se no âmbito do Projecto “Enriquecendo a Participação Activa da Sociedade Civil para a Promoção da Igualdade de Género e o Empoderamento das Mulheres e Raparigas, no PAANE II”, (Programa de Apoio aos Autores Estatais ) e é implementado  pelo Fórum Mulher (líder do consórcio) , Associação Moçambicana das Mulheres de Carreira Jurídica (AMMCJ), Women and Law in Southern Africa (WLSA), Fórum da Sociedade Civil para os Direitos da Criança (ROSC), e o Centro Informazione e Educazione Allo Sviluppo ONLUS” (CIES) contando com apoio da União Europeia em Moçambique.

Ajude-nos a crescer. Sua ajuda conta muito para nó
1.023

Average Rating

5 Star
0%
4 Star
0%
3 Star
0%
2 Star
0%
1 Star
0%

2 thoughts on “ONG´s da sociedade civil formadas  em  temáticas da VBG

Comments are closed.

×

Olá!

Envie sua notícia ou informação pelo WhatsApp, é seguro e sigiloso. Pode confiar ou envie-nos um e-mail para redaccao@jornalvisaomoz.com

× REPÓRTER É VOCÊ. ESCREVA-NOS AGORA!
%d bloggers like this: