Ícone do site Jornal Visão Moçambique

OSSUFO MOMADE NA ZAMBÉZIA PARA ESCOLHA DO NOVO LÍDER DOS JOVENS DA PERDIZ

OSSUFO MOMADE NA ZAMBÉZIA PARA ESCOLHA DO NOVO LÍDER DOS JOVENS DA PERDIZ

OSSUFO

OSSUFO MOMADE NA ZAMBÉZIA PARA ESCOLHA DO NOVO LÍDER DOS JOVENS DA PERDIZ

A ida de Ossufo Momade Presidente da Renamo à Zambézia tem uma agenda clara e directa, “a eleição do novo líder juvenil do maior partido da oposição moçambicana”. Durante a conferência de imprensa Ossufo Momade revelou que está na Zambézia em detrimento da realização da festa da juventude do seu partido que vai culminar com a eleição do novo líder do movimento juvenil bem como dar continuidade ao trabalho que está a levar a cabo, de visitar distritos de todo território nacional.

“Vim a Zambézia porque temos uma grande festa da nossa juventude. Vamos ter conferência Nacional da Juventude e dessa conferência vai sair um novo líder da Juventude da RENAMO, este é o primeiro ponto. O segundo plano, eu vou poder dar continuidade das actividades que estou a levar a cabo ao nível nacional… vou poder visitar Morrumbala, Milange, Alto-Molócue, mas vamos agrupar todas as estruturas, aquelas que fazem com que a RENAMO exista na Zambézia”, conta Momade.

SITUAÇÃO DA DESMOBILIZAÇÃO E REINTEGRAÇÃO DOS MILITARES DA RENAMO

FOTO/GOOGLE IMAGES/ OSSUFO MOMADE PRESIDNTE DA RENAMO E FILIPE NYUSI PRESIDENTE DA REPÚBLICA, DURANTE A ASSINATURA DO ACORDO DE PAZ E RECONCILIAÇÃO NACIONAL

O Presidente da RENAMO falou aos jornalistas e em forma de pedido disse que, “vou aproveitar as vossas câmaras para lançar a minha, ou seja, a preocupação do partido RENAMO – Doutra vez que eu visitei a província da Zambézia, havia dito que a remetemos duas listas para o enquadramento dos desmobilizados da RENAMO, mas estamos preocupados porque já passam meses não temos nenhum sinal e a parte da RENAMO, está a cumprir em relação à desmobilização dos nossos combatentes”, queixa-se Momade.

Mais adiante Ossufo Momade, revelou que no próximo dia 21 de Junho será desmobilizada a base da RENAMO em Tete, mas, segundo conta a esperança era que seu partido já tivesse a possibilidade dos seus homens desmobilizados serem enquadrados. “Eu não sei o que está acontecendo para que esse projecto não seja realizado, mas é apenas uma preocupação e eu estou a deixar esta mensagem para que a sociedade possa nos ajudar nesse sentido, o nosso foco é a Paz e a Reconciliação”, relata o Presidente da PERDIZ.

Ossufo Momade aponta que não se pode falar da Paz e Reconciliação enquanto a outra parte não quer envolver a RENAMO e aqueles que estão a ser desmobilizados agora nas forças policiais “porque isso foi acordado, não estamos a inventar e temos caso daqueles dez(10) que já estão há três(3) anos… nós esperávamos que depois da sua formação, estariam no Comando Geral da Polícia da República de Moçambique, mas estamos a ver que todos esses estão alocados nas esquadras o que não é aquilo que nós concordamos na mesa”, explicou o Líder da RENAMO.

A RENAMO na voz de Ossufo Momade grita que quer a paz, por isso está a cumprir com todo o combinado e pede que o governo da FRELIMO enquadre os desmobilizados sendo 262 oficiais e outros 36 a serem enquadrados na Unidade de Protecção de Altas Individualidades, mas, segundo o líder da perdiz o tempo está a passar sem nenhuma resposta e “isso preocupa-nos muito”, revela Momade.

A continuar o silêncio, Ossufo Momade apela a sociedade moçambicana, internacional e a todos os intervenientes para que se acelere o processo para que “se continue vivendo em paz, porque nós não podemos estar sempre a apagar o fogo”.

396
Compartilhar isso
Sair da versão mobile