Pela primeira vez, Moçambique organiza 1ª Feira e Conferência Internacional de Educação Online | Jornal Visão

Pela primeira vez, Moçambique organiza 1ª Feira e Conferência Internacional de Educação Online

Pela primeira vez, Moçambique organiza 1ª Feira e Conferência Internacional de Educação Online

Os desafios impostos pelo novo coronavírus que assola o mundo e em particular Moçambique, há que se repensar seriamente na digitalização da Educação.

Até hoje já são mais de 903 casos cumulativos registados em todo território nacional dos quais os recuperados não ultrapassam os 33% e com a chegada da época invernina, as chances aumentam da doença se alastrar por mais zonas do território nacional.

Para que o mundo não pare e a educação evolua sempre seguindo a globalização, a Comunidade Académica para o Desenvolvimento, CADE, organiza de 01 a 03 de Setembro, do ano em curso, o Educa Moçambique: Feira e Conferência Internacional de Educação online.

O evento movimenta milhares de participantes anualmente, ganhando, este ano, o formato online.

Segundo um informações em nosso poder, este ano, o evento decorre sob o lema Educação digitalizada, tecnologia educacional e conexão global: desafios e perspectivas do Sistema Nacional de Educação. A iniciativa vem responder a dinâmica mundial desse tipo de eventos, assim como torná-lo realizável no novo contexto global influenciado pela Covid-19.

A CADE, revela que o Educa Moçambique 2020 acontecerá em dois formatos, sendo online e físico. A versão física espera-se que se realize ainda este ano num mês ainda por se anunciar.

Para os organizadores, o lema do evento online é no fundo um pretexto para reflectir sobre a importância da tecnologia educacional e, consequentemente, cogitar sobre os desafios e perspectivas do Sistema Nacional de Educação no campo da tecnologia educacional. “Sabe-se que o País, com a Covid-19, tenta reinventar-se no mundo das tecnologias de diversas formas na conjuntura escolar e de formação”, afirma a CADE.

A interrupção das aulas, devido a Covid-19, é vista como uma das consequências do “atraso” de Moçambique no uso das tecnologias, “pois se o País já tivesse apostado na minimização das aulas presenciais e apostado num sistema educacional digital poucas seriam as consequências do encerramento das escolas”, lê-se no documento.

Segundo a Comissão Organizadora e Científica do evento os avanços tecnológicos devem ser entendidos como aliados aos processos em qualquer modalidade de ensino. Excluir a tecnologia dos métodos de aprendizado não é mais uma opção. É fundamental entender a tecnologia educacional como uma ferramenta aliada para o ensino. Um benefício à educação que, junto com conteúdos pedagógicos de qualidade e bons profissionais, potencializa a divisão dos conhecimentos e leva o aluno o mais longe que ele pode chegar no aprendizado.

Para o Presidente da CADE, Cassamo Nuvunga, o evento é de suma importância, pois será a primeira vez que acontece no País e no mesmo discutir-se-á como o Sistema Nacional de Educação deve, tecnologicamente, recriar-se no novo cenário global influenciado, também, pela Covid-19.

Pela primeira vez, Moçambique organiza 1ª Feira e Conferência Internacional de Educação Online
Ilustração dos eventos anteriores organizados pela CADE

“O País pode reduzir, por exemplo, o tempo de estudo na sala de aula, realizar testes físicos, mas a preparação sendo digital. Estas atitudes pedagógicas podem, acima de tudo, reduzir os custos alocados ao Sistema Nacional de Ensino e podem ser muito produtivos na disponibilização de professores fora da cidade. O ensino online de qualidade pode ser introduzido de forma gradual; aliás, a País se já tivesse efectivado um sistema que apostasse na digitação do processo de ensino e aprendizagem muita coisa teria sido minimizada. É imperioso que o País acompanhe a nova dinâmica do Mundo e abandone o modelo tradicional de ensino: totalmente presencial. A Covid-19 vem mostrar-nos que, tecnologicamente, no campo da educação estamos despreparados”, aponta Novunga.

Nuvunga projecta a sua visão num mundo Pós-Covid-19 adiantando que “o mundo jamais será o mesmo após esta pandemia. Infelizmente, a este ritmo, Moçambique mostra-se condenado a não aprender e nem aproveitar o novo ciclo global que esta doença apresentou e traz para as nações e suas lideranças. O nosso modelo de educação continua a formar moçambicanos com uma perspectiva fragilizada de concorrência a  nível global”, relata.

O CASSAMO, defende ainda que é importante que se tirem lições impostas por esta pandemia “e daí orientarmo-nos e prepararmo-nos para a nova onda global. Olho com tristeza a passividade com que estamos a deixar esta oportunidade se apresentar e ainda com tendências a deixar passar este momento sem que dela nos aproveitemos para transformar o nosso modelo de educação e fazer de Moçambique uma pérola invejável e na dianteira a nível da África ou de alguns países africanos e do mundo”, lamenta o dirigente.

A CADE entende ainda que uma das grandes qualidades da tecnologia educacional é a extensa possibilidade de explorar diferentes abordagens de estudo, como formas de aproximação do professor e aluno bem como absorção de conteúdos.

A Organização entende que usar a tecnologia a favor da educação é promover um maior desenvolvimento sócio-educativo e acesso à informação.

O evento prevê juntar diversos especialistas de mais de cinco países em mesas online de debates. Em paralelo à conferência vão ser realizados espectáculos musicais, feira académicas e de empresas, oficinas de emprego e empreendedorismo, mesas abertas de debates entre estudantes, palestras e ofertas de bolsas de estudo para formação dentro e fora do País.

716

Propriedade de Edições do Jornal Visão, Registado na República de Moçambique em Dezembro de 2016 no Gabinete de Informação, Instituição de Tutela sobre o sector da comunicações e radiodifusão com procedimentos dos ministérios da Justiça, Interior, Comércio e Indústria e dos Transportes e Comunicações. Publicações Semanais por PDF e diárias através do Website www.jornalvisaomoz.com. Notícias de Moçambique e do mundo na hora certa, com factos e argumentos fiáveis e credíveis.

×

Olá!

Clique em um de nossos representantes abaixo para bater um papo no WhatsApp ou envie-nos um e-mail para admin@jornalvisaomoz.com

× DENUNCIE SEM MEDO AGORA!
%d bloggers like this: