“O idoso é a nossa raiz e devemos respeita-lo” – palavras da esposa do Administrador de Marracuene

“O idoso é a nossa raiz e devemos respeita-lo” – palavras da esposa do Administrador de Marracuene

Celebrou se no passado dia 01 do mês em curso, o dia internacional do idoso. Para a comemoração do dia, Firoza Dessai a esposa de Shafee Sidat Administrador de Marracuene, preparou uma festa para os idosos daquele Distrito, onde aproveitou a ocasião para exortar aos jovens a saberem respeitar a pessoa idosa.

Foto: Eliseu Patife

Vários são os idosos que saíram das suas casas para se juntarem com amigos entre outras pessoas com idade avançada para a celebração do seu dia.

Mesmo com os trabalhos de caça ao voto, o Distrito de Marracuene organizou na residência do Administrador um almoço, momento marcado pelo desfile, canto e dança de vários grupos de idosos.

Firoza Dessai não conteve a sua felicidade e largou a sua cadeira para “mexer” o corpo com os “velhos”. Mensagens de agradecimento pelo gesto não faltaram e os idosos falaram também das suas inquietações.

Carla Chaúque, uma das idosas que pediu a palavra, disse na ocasião que esta idade não é respeitada primeiro dentro das suas próprias casas e o Governo deve tomar medidas rigorosas para acabar com este mal. A mesma avançou que nos dias em que saem à rua para pedir ajuda, são oferecidos alimentos e outros derivados em mau estado de conservação mas mesmo assim não reclamam por falta de opções.

“Somos chamados de feiticeiros por pessoas das nossas casas. É uma humilhação para quem lutou dia e noite para dar pão aos seus filhos, pagar escola e ainda zelar pela sua Segurança para tempo depois esta mesma pessoa não ser valorizada”, desabafa e lamenta Carla Chaúque.

Firoza Dessai durante seu discurso, sublinhou que os idosos são bibliotecas e devem ser muito bem respeitados. “Os jovens que tratam mal os idosos fogem dos princípios religiosos e devem judicialmente ser punidos”, disse.

LEIA  CR7 eleito melhor jogador do mundo

Importa salientar que, na Província de Inhambane, cidade de Maxixe, um idoso foi enterrado ainda com vida pelos seus respectivos familiares acusado de feitiçaria e, cerca de nove elementos integrantes do grupo estão a ver o sol aos quadradinhos na esquadra local, para o esclarecimento deste crime.

780
pt_PT
en_ZA pt_PT
%d bloggers like this: