Donald Trump afirma que a China vai reduzir as taxas de importação de carros aos EUA

Esta informação está patente  na página oficial do presidente norte americano Donal Trump numa publicação feita às 6H de Maputo. “A China concordou em reduzir e remover as tarifas dos carros que entram na China a partir dos EUA. Atualmente, a tarifa é de 40%”, lê-se no post feito por Donald Trump. 589

Leia mais

CLUBE ITALIANO VENDIDO A 700 METICAIS

Um dos clubes mais tradicionais do futebol italiano foi vendido neste sábado (1). Maurizio Zamparini, presidente do Palermo, anunciou a venda do clube pelo preço simbólico de 10 euros, cerca de 700,00MT. Antigo proprietário da equipe, Zamparini anunciou que uma empresa sediada em Londres, na Inglaterra, assumirá o clube. O nome do comprador não foi revelado. “Pensando apenas no futuro do clube e em seus torcedores, eu, com um nó na garganta, anuncio minha saída”, disse Zamparini, que confirmou a venda do clube pelo preço simbólico de 10 euros, e afirmou que o novo proprietário irá “assumir o compromisso de pagar a dívida do Palermo, no valor de 22,8 milhões de euros”, cerca de 161 Mil Milhões de Meticas. 471

Leia mais

RENAMO conhece seu novo líder em 45 dias

A Renamo marcou para 15 de Janeiro de 2019, na Gorongosa, o congresso que vai definir a sucessão de Afonso Dhlakama, antigo e histórico líder que morreu em março. Numa deliberação anunciada à imprensa pelo porta-voz do partido, José Manteigas, definiu que o sucessor de Afonso Dhlakama “deve ter a nacionalidade moçambicana, ter ocupado a função de secretário-geral, ter 15 anos de militância e ser membro idóneo e de reconhecido mérito”, lê-se no perfil anunciado e desejado. O documento citado pelo jornal A Bola, refere ainda que um dos possíveis candidatos é Elias Dhlakama, apesar de não cumprir todos os requisitos exigidos, nomeadamente não ter 15 anos de militância no partido, porque fazia parte das Forças Armadas, e nunca ter sido secretário-geral. A Renamo é, atualmente, liderada por um coordenador interino, Ossufo Momade. 394

Leia mais

Samora Machel Jr. considera existir uma “mão obscura” na gestão eleitoral moçambicana

Samora Machel Júnior critica “mão obscura” no seio dos órgãos que tutelam o processo eleitoral em Moçambique de lhe terem impedido de concorrer às eleições autárquicas pelo município de Maputo. Macchel Jr. pronunciou-se assim a DW África numa entrevista esta sexta-feira (30.11.), num dia em que teve lugar, em Lisboa, no ISCTE – Instituto Universiário de Lisboa uma homenagem ao seu pai, Samora Moisés Machel, primeiro Presidente da República Popular de Moçambique. Na entrevista, Samora Machel Junior critica “a mão obscura” no seio dos órgãos que tutelam o processo eleitoral em Moçambique de lhe terem impedido de concorrer às últimas eleições autárquicas pelo município de Maputo. Samora Machel Júnior afirma que não está de costas voltadas à FRELIMO, do qual é militante, apesar de discordar com o método usado pelo partido no poder para que o seu nome fosse retirado entre os pré-candidatos à cabeça de lista nas recentes eleições

Leia mais

Dívida de 40 milhões MT força EDM a cortar energia em 15 escolas de Manica

Electricidade de Moçambique corta fornecimento de energia em diferentes escolas da província de Manica. Em causa está uma dívida estimada em 40 milhões de meticais. São cerca de 15 instituições de ensino que estão às escuras devido ao corte do fornecimento de energia eléctrica, de acordo com o mapa da empresa pública Electricidade de Moçambique. O apagão ocorre numa altura em que as escolas já iniciaram com a realização de exames, um processo que deverá ser afectado pela falta de energia, uma vez que a correcção é feita através de meios tecnológicos. O governador de Manica responsabiliza os gestores das escolas pela dívida de cerca de 40 milhões de meticais com a EDM. Entretanto, o governador de Manica manteve um encontro a Electricidade de Moçambique onde a empresa aceitou restabelecer a energia após receber garantias de que a dívida será paga até ao primeiro trimestre do próximo ano. 446

Leia mais

Coordenador da Renamo suspende mandato na AR

O actual coordenador do maior partido da oposição em Moçambique, Ossufo Momade suspendeu o seu mandato de deputado na Assembleia da República (AR), anunciou a Presidente da AR, Verónica Macamo, nesta quinta-feira, durante a sessão de perguntas de insistência ao Governo. “Ao abrigo da alínea c, número 1, do art. 3 do Estatuto de Segurança e Providência do deputado aprovado pela lei 31/2014, de 30 de Dezembro e a pedido do interessado vos declaro a suspensão temporária, do mandato do Senhor  deputado Ossufo Momade, do ciclo eleitoral de Nampula”, anunciou Macamo. Ossufo Momade não participa nas sessões da AR, desde o mês de Maio deste ano, quando substituiu temporariamente, o falecido Presidente da Renamo, Afonso Dlakhama. O lugar deixado por Momade é preenchido pela deputada suplente da Renamo, Essa Misé Ussene, que assumiu imediatamente o assento parlamentar. 518

Leia mais

1 2 3 21
pt_PT
en_ZA pt_PT
%d bloggers like this: