REDE SANITÁRIA EM NAMPULA: Comunidade de KM 20 expectante na concretização dum hospital 

REDE SANITÁRIA EM NAMPULA: Comunidade de KM 20 expectante na concretização dum hospital 

A comunidade do KM 20 na localidade de Muquito, Distrito de Mogovolas em Nampula no Norte de Moçambique, enfrenta dificuldades para encontrar um centro de saúde, para atendimento de doenças. O único hospital mais próximo, encontra-se na Vila sede de Nametil, a cerca de 20 quilômetros. 

O Governo Moçambicano prometeu para este ano, iniciar com a construção de um centro de saúde na comunidade, facto que espelha alegria da população local.

Alberto Rocose, secretário do bairro de Nameturi no KM 20 destacou a malária, doenças diarreicas, serviços de partos e outras enfermidades como as que são mais reportadas na sua área jurisdicional.

As mulheres às vezes relatam, falta de uma maternidade próxima daquela comunidade, as parturientes têm dado luz à caminho do hospital devido a distância para encontrar os serviços, e também de meio de transporte adequado.

Alberto Rocose disse que apesar destas dificuldades, expressa a sua satisfação pela promessa do Governo que este ano, irá iniciar a construção de um hospital no KM20, e isso espelha minimização do sofrimento da população local.

“Estamos a pedir que a promessa do Governo de construir um hospital nesta comunidade que seja feita com prioridade possível, porque isso, será um sonho da população local, tornado realidade”, disse Alberto Rocose, tendo acrescentado que a vinda desse hospital vai ajudar bastante a comunidade. 

Verdade porém, informações oficiais indicam que para a concretização deste hospital, são necessários 23 milhões de meticais.

Numa gala beneficente realizada em Nampula, a 20 de Dezembro do ano passado, pela Televisão Pública de Moçambique TVM, em parceria com o Gabinete da Primeira dama da República de Moçambique e a Cruz Vermelha de Moçambique, foi arrecadado cerca de 14 milhões de meticais em valores monetários e materiais de construção que serão destinados para a concretização do hospital do KM 20. 

Numa outra abordagem, Alberto Rocose, secretário do bairro de Nameturi, disse que enquanto o hospital não chega à sua área jurisdicional, as actividades de sensibilização para boas práticas têm sido reforçadas para controlar e evitar a eclosão de epidemias naquela zona residencial. 

Palestras e alguns encontros com a comunidade, são algumas das actividades desencadeadas pelas autoridades locais. 

Arlindo Pedro, Régulo de Nameluco do KM 20 na localidade de Muquito em Mogovolas, reconhece o esforço do Governo moçambicano de ver as populações com todos os serviços sociais , mas adverte que a execução destes, deve ser feita com dedicação e brevidade.

O Régulo de Nameluco, mostrou-se satisfeito pela dedicação da população sobretudo, no desenvolvimento de várias acções de renda por iniciativa pessoal, facto que tende a melhorar cada vez mais a vida dos moradores daquele local. 

A localidade do km 20 que é habitada por cerca de 1.700 pessoas. Entretanto, para além da preocupação da falta dum hospital naquela parcela da província de Nampula, a população clama pelo subsídio social básico aos idosos, que não estão a usufruir desta benfeitoria do Estado, a exemplo de alguns regulados vizinhos.

No Regulado de Macuta à  título ilustrativo, os idosos beneficiam do subsídio da Acção Social, mas no regulado de Nameluco a situação é diferente, daí que acrescentam os pedidos ao governo neste contexto.

172

Comente aqui

Capa da Semana

Primeira Página em 60 Segundos - Jornal Visão Moçambique

Anuncie aqui – 872007240

PUBLICIDADE E ANÚNCIOS
PUBLICIDADE E ANÚNCIOS
%d blogueiros gostam disto: