Um click para o muno das notícias! » Eleições 2023 - 2024 » Renovação na FRELIMO: MPLA optimista com candidatura de Daniel Chapo

Renovação na FRELIMO: MPLA optimista com candidatura de Daniel Chapo

Renovação na FRELIMO: MPLA optimista com candidatura de Daniel Chapo

A Vice-presidente do Movimento Popular de Libertação de Angola – MPLA, Luísa Damião, manifestou, esta Quinta-feira, satisfação e esperança com a eleição de Daniel Chapo, como candidato da Frelimo nas próximas eleições gerais, porque mostra a renovação da FRELIMO tendo em conta os desafios actuais.

Luísa Damião falava no âmbito da recepção de Daniel Chapo, na sede daquele partido em Luanda, no prosseguimento da visita que o candidato da Frelimo realiza, desde a última Quarta-feira a Angola. Da Vice-presidente do MPLA, Chapo recebeu garantias de apoio na empreitada, bem como a continuação de trabalho conjunto entre as duas formações políticas tendo em vista o desenvolvimento dos seus povos.

A deslocação Daniel Chapo a Luanda, insere-se no quadro do fortalecimento das tradicionais e históricas relações de amizade e cooperação existentes entre a FRELIMO e a Movimento Popular de Libertação de Angola– MPLA e entre os povos dos dois países.

Depois do encontro na Sede Nacional, Daniel Chapo visitou o Comité Provincial do MPLA em Luanda, onde foi recebido em festa pelos membros daquela formação política. Daniel Chapo foi recebido Manuel Augusto, Secretário do Bureau Político para Relações Internacionais do Comité Central do MPLA, e pelo membro do Bureau Político do Comité Central e 1º Secretário Provincial do MPLA em Luanda, Manuel Homem.

Antes da reunião com os membros do MPLA, Daniel Chapo fez uma visita guiada pelo edifício do Comité Provincial do MPLA. Foi Manuel o Homem que explicou ao candidato da Frelimo o funcionamento de diferentes sectores estratégicos daquele partido, com destaque para sala de emissão de novos cartões para militantes do MPLA, Departamento de Organização e Mobilização, Sala Técnica do processo eleitoral e o departamento de informação e propaganda.

Depois da visita guiada, Daniel Chapo reuniu-se com quadros do MPLA em Luanda, de quem recebeu garantias de apoio para as eleições de Outubro próximo. Segundo Manuel Homem, membro do Bureau Político do Comité Central e 1º Secretário Provincial do MPLA em Luanda “entendemos que esta indicação resulta da sua trajectória e empenho e de comprometimento como governante em prol da causa do povo moçambicano e da causa da Frelimo aproveito para encorajar e felicitar nesta honrosa missão que lhe foi confiada”.

Segundo Manuel Homem, as relações entre a Frelimo e o MPLA se “assentam na partilha de dificuldades e vitórias como a colaboração conquista das nossas independências”. Durante este período de luta e sacrifício do nosso povo, os dois partidos estiveram juntos na Tanzânia e em outros países que nos acolheram e apoiaram a defesa da nossa causa”, concluiu.

Manuel Homem explicou que “a partilha dos ideais de solidariedade liberdade e progresso e justiça social entre os antigos presidentes Agostinho Neto e Samora Machel serviu de força para que os nossos líderes conduzissem os destinos dos nossos países”. Segundo a fonte que temos vindo a citar “as nossas relações históricas iniciadas pelos nossos líderes são hoje continuadas por Filipe Nyusi e João Lourenço através de uma verdadeira irmandade”.

Intervindo na ocasião, Daniel Chapo explicou que a sua visita visa dar continuidade as históricas relações de amizade e cooperação entre a Frelimo e o MPLA, que são partidos “irmãos e combatentes dos dois países, que sempre estiveram juntos. Fomos colonizados pelo mesmo país e conquistamos as independências no mesmo ano, sendo Moçambique a 25 de Junho de 1975 e de Angola a 11 de Novembro do mesmo ano. Portanto, celebramos este ano 49 anos das nossas independências.

Segundo Daniel Chapo, recordou aos presentes que logo depois da proclamação das independências nos dois países, houve assinatura de acordos gerais de cooperação, que dinamizaram as relações já existentes entre a Frelimo e o MPLA. Ainda de acordo com Daniel Chapo “desde a independência temos estado a trabalhar em conjunto para desenvolver os nossos países criando melhores condições para os nossos povos”. Chapo disse ainda que se por um lado em 1975 houve a libertação da terra e dos homens, hoje o desafio é outro “temos que lutar para alcançar a segunda independência económica, que vai completar a nossa autonomia. Somos países soberanos, mas continuamos a depender de apoios externos. Temos recursos e população jovem e dinâmica que é uma força para o trabalho, para o emprego e para o desenvolver os nossos países, então temos que fazer planos e programas virados para os jovens”.

Ainda em Luanda Daniel Chapo visitou o Memorial António Agostinho Neto, local histórico onde jazem os restos mortais do primeiro Presidente de Angola Independente. No local, Daniel Chapo que era acompanho pela sua comitiva e pelos membros seniores do MPLA, fez uma visita guiada pelo local histórico tendo testemunhado uma vez mais, factos que marcaram as relações de amizade entre a Frelimo e o MPLA, antes, durante e depois da luta de libertação nacional.

Jornal Visão Moçambique
Author: Jornal Visão Moçambique

Jornal moçambicano que inova na maneira de informar. Notícias de Moçambique e do mundo num toque. Digitalizamos a maneira como a notícia chega ás suas mãos e ao bolso através desta camada jovem que faz Jornalismo Social e Responsável.

Jornal Visão Moçambique. 2024 © Todos os direitos reservados.