RETOMA ÀS AULAS PRESENCIAIS EM MOÇAMBIQUE: SISTEMA NACIONAL DE ENSINO ENFRENTA DESAFIOS NA ASSIMILAÇÃO DO NOVO MODELO

A implementação do novo normal e a retoma às aulas presenciais para todas as classes do Sistema Nacional de Ensino em Moçambique, está a ser desafiante face à pandemia da covid-19. No início da Pandemia em Moçambique, diversos estudantes do ensino secundário geral e universitário bem como técnico profissional não ficando para trás o nível primário, entraram para uma experiência de estudar em casa através de fichas que depois foram abolidas devido as provas sem nota conforme anunciara a Ministra de Educação e Desenvolvimento Humano Carmelita Namashulua em 2020, facto este que retardou a vida dos petizes que alguns deles viram o seu ano de ingresso travado.

Tendo-se mudado o cenário no presente ano com a retoma das aulas presenciais no mês de Março, a equipe de reportagem do Jornal Visão, escalou a Escola Primária Centro Educacional, em Maputo para averiguar o desenvolvimento dos alunos em matérias de prevenção do covid-19 após a retoma das aulas presenciais até então.

Segundo o Director da Escola, Alberto Muchele, as aulas estão a correr conforme sem nenhum sobressalto porém, na última sexta-feira (30 de Abril), a escola teve problemas com o termómetro para medir a temperatura dos alunos, situação que segundo explanou o responsável não durou muito tempo.

No que concerne às medidas de prevenção o Director referiu que todos na instituição, contribuem para fazer face a pandemia razão pela qual até ao momento não registou-se algum caso positivo.

O que apoquenta o diretor daquela escola, é o facto dos pais e encarregados de educação, optarem na compra de máscaras cirúrgicas para os seus petizes e consequentemente ficarem mais de 3 dias com a mesma perigando as suas vidas e os aconselha a optarem pelas máscaras caseiras.

Alberto Muchele, pede aos órgãos competentes para que forneçam o material para o funcionamento das escolas pois, a sua escola recorre a vizinhança bem como aos pais e encarregados de educação para suprir as necessidades geradas pela covid-19.

Sérgio Cumba, Professor da Escola, contou que é um desafio retornar as aulas com regras e a redução dos alunos pois, já conhece o desenvolvimento de cada aluno. O único desafio é o destacamento, a sensibilização nesta fase.

O professor aconselha aos pais e encarregados de educação a dar atenção nas suas casas falando da prevenção da pandemia no recinto escolar.

Para a pequena Cristina Pedro as aulas presenciais não estão ser fácil mas, “estão a decorrer bem”. A mesma diz que na sala de aula às regras não são acatadas principalmente o distanciamento.

É notório que nas escolas do país, o distanciamento social é uma das regras que não está a ser cumprida pelos alunos até mesmo pela comunidade.

 78 

Comentários do Facebook

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.