SER-NIKE FILMS: O ENREDO DOS RESGATES | Jornal Visão

SER-NIKE FILMS: O ENREDO DOS RESGATES

SER-NIKE FILMS: O ENREDO DOS RESGATES

Caro leitor.

Gostaria primeiro de informa-lo que, a história que irá acompanhar a baixo foi baseada em um imaginação que se adequou a uma obra das artes cénicas. Entretanto, qualquer semelhança a qualquer uma história real, que tenha ocorrido em algum espaço de tempo ou lugar, é uma pura e mera coincidência.

Então, tudo começa na manhã de uma quarta-feira de cinzas, onde o povo de Mozlândia, um país falhado, acordou com uma novidade que circulava através de vídeos de uma cena de Filme. As imagens que levantam tantas questões, num povo que não têm o hábito de questionar teriam sido disponibilizadas por um dos funcionários da SER-NIKE FILMS, uma organização de roteiristas e cineastas.

O objectivo desta acção era mesmo para anunciar a estreia mais recente filme, intitulado “O duplo resgate”. As cenas desta grande obra de ficção eram de arrepiar os cabelos, é a coisa nunca vista do mundo do cinema. Há que realçar que, aquela manhã estava marcada para um outro assunto, era o dia que a Directora do Gabinete de Audiovisual iria prestar contas sobre o mundo do cinema ao povo a partir da sala magna de “La casa de banana”.

Para surpresa do povo, as cenas do filme roubaram o espaço destaque do dia da Digníssima Directora, Madame Biby, popularmente conhecida por Comadre do Braço da Divida, por causa do seu “Esforço Abnegado” de não resolver os problemas de um seriado malparado que o seu enredo gira entorno de um povo endividado. Era uma pura coincidência numa manhã bem marcante. A Directora do Filme “O Duplo Resgate” escolheu o mesmo dia para estrear essa nova obra, num dia que a Directora do Pelouro das artes cénicas ia prestar o informe do seu pelouro. Na minha humilde opinião não deveria ter sido assim, não poderia esperar mesmo?

As cenas circulavam, antes do início do encontro na “Lá casa de banana” na praça apenas falava-se do “Duplo Resgate”. Nunca na história uma obra de cinema tinha virilizando em muito pouco tempo, e os funcionários da SER-NIKE FILMS eram aplaudidos por aqueles que não pararam para questionar algumas cenas exageradas da obra. Os que limitaram se no objectivo primário do filme, diziam que a SER-NIKE estava a trabalhar ultimamente. As Televisões relatavam a novidade, as cenas eram partilhas por vários internautas nas redes sociais. Era a “vibe” do momento que a NetFlix poderia ter comprado os direitos aurorais.

Brilhante, o enredo desta obra gira entorno de dois grandes Garimpeiros que são salvos de um sequestro. Os sequestrados possuem uma quantidade incalculável de Pedras preciosas talvez por esse motivo tenham sido sequestrados, mais o que importa destacar nesta obra é a acção de regate. A produção desta obra contou com participação da mídia que faz a cobertura do momento para colocar como destaque no Jornal. Os reportes e os manos da SER-NIKE juntam-se para resgatar os garimpeiros, num momento que esperava-se tiros e sei lá o quê, o que muitos esperavam que tenha acontecido, mas não aconteceu.

Os manos regataram os garimpeiros e a imprensa mostrou algumas dessas cenas. A história é tão comovente que ate faz chora a pessoa mais forte do mundo, aquela pessoa que não deixa se levar pelas emoções. Mas nesta acção de um resgate de sucesso, apenas foram encontrados apenas alguns indivíduos que provavelmente não são os mandantes dos sequestros.

Apesar de a mídia ter as intitulado de “Sequestradores”, eles pareciam tão amadores para não executar esse papel com sucesso. No final do deste filme a Directora do Filme, que também parece participou no filme como actriz, aparece e fala a imprensa, conta como foi orquestrado o plano de regaste.

Antes que eu me esqueça, as vitimas também contam como foram os dias de cativeiro, uma cena comovente de mais. Entretanto, aquela acção de tirar o fôlego foi executada em dois lugares em um único dia. Pela primeira vez vivia-se um momento inédito, duplo resgate é uma coisa de outro nível que nenhum roteirista ou cineasta havia pensado na história do cinema.

A produção foi de alta qualidade, a qualidade do som é excelente, é algo que o sonoplasta do filme deveria transmitir como experiência para os profissionais da televisão pública daquele país. Os cameramans são bons de mais, sabem operar aquela brincadeira de cameras.

A iluminação parece foi feita por um profissional da Hollywood, mas não. A luz foi bem regulada, ate quem têm problemas de vista pode ver o filme sem problemas. Os figurinos dos actores era de outro nível, era tudo bem adequado a cada participante. O estilista do Directora do filme foi mais longe das minhas expectativas, conseguiu escolher um sapato de salto alto, uma boa blusa e um saia bem justa para essa actriz. Será que o estilista é aquele tal de Feli Da Cam ou então famoso CamanFashionista?

A equipe de reportagem também que aparece era bem afinal, ali quase tudo estava no ponto, só na equipe de repórteres só faltou um repórter de “Biffes”. Esse Repórter seu papel seria mesmo para colocar o suspense nas cenas para agradar mais, ele deveria participar para gritar no momento da acção, “Segura ai, cameraman faz um close aqui”. Mas para mim não faz diferença, essas são exigências demais feitas por alguns críticos do cinema. Senhores, a obra é “Fodjaine”, é coisa de artista. É uma vibe das grande, é de tira o chapéu.

Mas bem, duas pergunta só. Amados cineasta e actores de SER-NIKE o resgate do “Pessoa em Belezura” naquela curta metragem foi assim também? – Para quando um outro filme, qui tal fazerem seriados logo?

#NJTAIMO – Todo mundo odeia a crise!

968

Editor-chefe do Jornal Visão. Iniciou com a sua carreira Jornalística na Imprensa escrita em 2016 no Jornal Times of Mozambique. Conta com um prémio Jornalístico, 2º lugar do (Prémio Jornalístico sobre Cooperativismo Moderno - 2019 na categoria de Imprensa Escrita, organizado pela AMPCM. Já passou por vários jornais nacionais e trabalhou também como correspondente internacional. Nádio Taimo é também Apresentador e Produtor de programas de Rádio, Redactor Publicitário e Escritor. Já ganhou um Prêmio "Poeta Revelação 2015". Contribui para o desenvolvimento das Comunidades de baixa renda como um agente Cívico, activista de Direitos Humanos, formado em liderança cívica pela Unisa Graduate School of Bussiness LeaderShip-SBL Alumni através do Yali na África do Sul. Conta com outras formações como Acção Social, Empreendedorismo e Negócios, Técnico Médio de Comunicação e Multimédia, entre outras. ~ Nasceu a 06 de Novembro de 1995 na província de Maputo - Cidade da Matola - Moçambique, local onde fixou sua residência atual. É comprometido com seu trabalho e família.

Average Rating

5 Star
0%
4 Star
0%
3 Star
0%
2 Star
0%
1 Star
0%

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

×

Olá!

Clique em um de nossos representantes abaixo para bater um papo no WhatsApp ou envie-nos um e-mail para admin@jornalvisaomoz.com

× DENUNCIE SEM MEDO AGORA!
%d bloggers like this: