Sissoco Embaló diz que está preparado para a guerra na Guiné

Sissoco Embaló diz que está preparado para a guerra na Guiné

Umaro Sissoco Embalò garantiu que tomará posse a 27 de fevereiro e deixou no ar a ameaça de “fazer a guerra” para que a paz seja possível na Guiné-Bissau. Governo pediu ao Ministério Público para investigar estas declarações que considerou “incitamento à violência”.

Umaro Sissoco Embalò afirmou nesta quinta-feira que tomará posse a 27 de fevereiro e apelou ao exército estar alerta para “porque esta vez é necessário fazer a guerra” para que a Guiné-Bissau “nunca mais fique refém” de “alguns países”, que não nomeou e que estariam a “manipular” Domingos Simões Pereira.

Sissoco Embalò e Simões Pereira disputaram a segunda volta das presidenciais na Guiné-Bissau, a 29 de dezembro de 2019, tendo o primeiro obtido 53,55% dos votos e o segundo 46,45%. Desde então, Simões Pereira, que é apoiado pelo PAIGC, tem afirmado que os resultados da votação foram manipulados de forma a darem a vitória a Embalò.

Neste momento está pendente uma ação no Supremo Tribunal de Justiça (STJ), interposto pela candidatura de Simões Pereira, a pedir a anulação das presidenciais, sob pretexto irregularidades, fraude eleitoral e incumprimento pela Comissão Nacional de Eleições (CNE)de ordens do STJ para que procedesse à recontagem dos resultados da votação de finais de dezembro.

424
×

Olá!

Clique em um de nossos representantes abaixo para bater um papo no WhatsApp ou envie-nos um e-mail para admin@jornalvisaomoz.com

× DENUNCIE SEM MEDO AGORA!
%d bloggers like this: