Trump e Obama rendem-se a Kobe Bryant | Jornal Visão

Trump e Obama rendem-se a Kobe Bryant

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, lamentou a morte de Kobe Bryant, antigo basquetebolista, num acidente de helicóptero, juntando-se a milhares de mensagens de antigos colegas e outras figuras do desporto.

Trump referiu-se às “notícias terríveis” da morte do antigo jogador, considerado um dos melhores basquetebolistas de sempre, e lamentou as mortes das outras vítimas no acidente.

O norte-americano Kobe Bryant, 41 anos, considerado um dos maiores jogadores de sempre da Liga Norte-Americana de Basquetebol (NBA), morreu este domingo na sequência de um acidente de helicóptero em Calabasas, na Califórnia (Estados Unidos), que vitimou outras oito pessoas, entre elas a filha Gianna, de 13 anos.

O antigo presidente dos Estados Unidos Barack Obama também lembrou a morte de uma “lenda nos campos” e como a morte da filha, Gianna, de 13 anos, é “ainda mais dolorosa enquanto pais”, numa declaração em conjunto com a mulher, Michelle.

 

“Não há palavras para expressar a dor por que estou a passar com esta tragédia, ao perder a minha ‘sobrinha’ Gigi e o meu ‘irmão’ Kobe”, escreveu Shaquille O’Neal, antigo colega de equipa nos LA Lakers, na rede social Twitter.

 

 

O antigo jogador enviou condolências à família Bryant e “aos familiares dos outros passageiros a bordo”, admitindo estar “doente”, um sentimento ecoado por outro antigo colega, o espanhol Pau Gasol.

“Para lá de devastado. O meu grande irmão. Não consigo acreditar”, escreveu, juntando-se a palavras de incredulidade que passaram por José Manuel Calderón, Scottie Pippen ou Luka Doncic, entre muitos outros.

 

 

Ajude-nos a crescer. Sua ajuda conta muito para nó
529

×

Olá!

Envie sua notícia ou informação pelo WhatsApp, é seguro e sigiloso. Pode confiar ou envie-nos um e-mail para redaccao@jornalvisaomoz.com

× REPÓRTER É VOCÊ. ESCREVA-NOS AGORA!
%d bloggers like this: