União Europeia condena eleições com resultados ‘altamente improváveis’

O processo eleitoral de Moçambique, ocorrido a 15 de Outubro de 2019, é considerado o mais avançado, moderno e fraudulentamente conduzido tanto por observadores nacionais bem como pelos estrangeiros.

Foi neste processo que morreu Anastácio Matavele, activista e Observador pela Sala da Paz de Moçambique e que infelizmente no princípio de 2020 os agentes implicados no homicídio iam ao patenteamento. Aliás segundo noticiou o CIP, foi graças a intervenção da sociedade civil que os criminosos não foram elevados a uma categoria superior.

A União Europeia, através da Missão de Observadores Eleitorais MOE-UE, passados quase 120 dias aponta que o processo teve numerosas irregularidades e más práticas tanto antes das eleições como durante a votação, contagem de votos e apuramento de resultados. “As irregularidades incluíram a clara inflação do recenseamento eleitoral em Gaza e um recenseamento numericamente deficitário noutras províncias, restrições a uma observação independente por parte dos delegados da oposição e de reconhecidos grupos de observadores nacionais independentes,” declarou a Missão de Observação Eleitoral da União Europeia (MOE UE) no seu relatório final publicado esta quarta-feira (13 de fevereiro).

“Os observadores da UE detectaram igualmente o enchimento de urnas, votação múltipla organizada, invalidação intencional de votos da oposição, alteração dos resultados de mesas de votação com a adição fraudulenta de votos, dados improváveis de participação, grandes desvios de resultados entre mesas da mesma assembleia de voto e muitos casos de membros de mesa, funcionários públicos, eleitores e observadores encontrados com boletins de voto fora das mesas de votação”.

“As irregularidades foram observadas em todas as províncias e só foram possíveis através da inacção ou cumplicidade das autoridades eleitorais locais, a Polícia, os funcionários públicos, e excesso de zelo por parte de simpatizantes do partido no governo. As irregularidades observadas contribuíram para um resultado eleitoral favorável a Frelimo”, refere o relatório.

Observadores da UE deixam claro que não acreditam nos resultados eleitorais. “Houve uma surpreendente inversão dos resultados nas províncias maioritariamente da oposição como Sofala, Nampula e Zambézia e nos distritos da oposição nas províncias de Manica, Tete e Niassa (como Báruè, Tsangano e Ngaúma, respectivamente)… Tal inesperada, direcionada e significante mudança nas preferências de voto, estritamente limitadas aos distritos da oposição, e contrariando os resultados das eleições autárquicas de 2018, são altamente improváveis tanto devido ao ambiente político polarizado como às preferências de voto profundamente enraizadas.”

Frases como “surpreendente inversão” e “altamente improváveis” são maneiras diplomáticas de dizer que os resultados não podem ser verdadeiros.

O documento com toda explicação sobre como o processo decorreu, é trazido pelo CIP, que cita a fonte e avança as limitações para uma Democracia Multipartidária e deficitária.

2.243

Perfil do Editor

Redacção
Propriedade de Edições do Jornal Visão, Registado na República de Moçambique em Dezembro de 2016 no Gabinete de Informação, Instituição de Tutela sobre o sector da comunicações e radiodifusão com procedimentos dos ministérios da Justiça, Interior, Comércio e Indústria e dos Transportes e Comunicações. Publicações Semanais por PDF e diárias através do Website www.jornalvisaomoz.com. Notícias de Moçambique e do mundo na hora certa, com factos e argumentos fiáveis e credíveis.

Propriedade de Edições do Jornal Visão, Registado na República de Moçambique em Dezembro de 2016 no Gabinete de Informação, Instituição de Tutela sobre o sector da comunicações e radiodifusão com procedimentos dos ministérios da Justiça, Interior, Comércio e Indústria e dos Transportes e Comunicações. Publicações Semanais por PDF e diárias através do Website www.jornalvisaomoz.com. Notícias de Moçambique e do mundo na hora certa, com factos e argumentos fiáveis e credíveis.

Average Rating

5 Star
0%
4 Star
0%
3 Star
0%
2 Star
0%
1 Star
0%

One thought on “União Europeia condena eleições com resultados ‘altamente improváveis’

Comments are closed.

×

Olá!

Clique em um de nossos representantes abaixo para bater um papo no WhatsApp ou envie-nos um e-mail para admin@jornalvisaomoz.com

× DENUNCIE SEM MEDO AGORA!
%d bloggers like this: