Vinte e Seis anos no combate a pobreza: Ministério da Economia e Finanças debate aceleradores dos ODS em Maputo

O Ministério da Economia e Finanças em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), esta quarta-feira(17), um Seminário sobre Aceleradores dos Objectivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).
Pobreza em Moçambique - mais de 15 milhões

Segundo um comunicado de imprensa enviado a nossa redação, o seminário decorre no contexto do Dia Internacional para Erradicação da Pobreza, que é celebrado a nesta quarta feira(17 de Outubro) e compreenderá duas sessões, sendo a primeira sobre o tema” Gerando um desenvolvimento equilibrado e inclusivo: Uma reflexão para assinalar o Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza ” onde serão abordadas as dimensões da pobreza e desafios do desenvolvimento e a segunda sessão sobre a ” Identidade dos aceleradores dos ODS como uma abordagem integrada de planificação e orçamentação rumo ao desenvolvimento sustentável”.
O Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza celebra-se a 17 de outubro.
A data foi comemorada oficialmente pela primeira vez em 1992, com o objetivo de alertar a população para a necessidade de defender um direito básico do ser humano.
Antes, a 17 de outubro de 1987, Joseph Wresinski, o fundador do Movimento Internacional ATD Quarto Mundo, convidou as pessoas a se reunirem em honra das vítimas da fome e da pobreza em Paris, no local onde tinha sido assinada a Declaração Universal dos Direitos Humanos. Ao seu apelo responderam cem mil pessoas.
A erradicação da pobreza e da fome é um dos oito objetivos de desenvolvimento do milénio, definidos no ano de 2000 por 193 países membros das Nações Unidas e por várias organizações internacionais.
Neste dia se dá voz aos pobres e se unem esforços para acabar com a pobreza. O tema de 2016 é “Passando da humilhação e da exclusão para a participação: acabando com a pobreza em todas as suas formas”.
Dados revelados pelas UNESCO indicam que 842 milhões de pessoas continuaram a sofrer de fome crónica entre 2011 e 2013.
A pobreza está a diminuir a uma taxa sem precedentes. Em 1990, 43% da população mundial vivia em pobreza extrema, com menos de 1,25 dólares por dia. Este número reduziu para 21%, mas há ainda muito trabalho pela frente, especialmente no continente africano.

10 países mais pobres do mundo

  1. República Democrática do Congo
  2. Zimbabwe
  3. Burundi
  4. Libéria
  5. Eritreia
  6. República da África Central
  7. Níger
  8. Malawi
  9. Madagáscar
  10. Afeganistão
246
%d blogueiros gostam disto: