EPC DE MUCAI NA ZAMBÉZIA INICIA AULAS COM DIFICULDADES ENORMES » Província » Jornal Visão

EPC DE MUCAI NA ZAMBÉZIA INICIA AULAS COM DIFICULDADES ENORMES

O Estabelecimento de ensino conta com Sete salas de aulas com capacidade para 10 alunos face ao distanciamento social obrigatório imposto pela pandemia da covid-19.

A escola que já vinha passando maus bocados devido a falta de salas de aulas modernas e sem carteiras, enfrenta agora um desafio que só se pode dizer “Deus” cuidará pois os mais de trezentos petizes 40 são da 1ª classe, correspondente a 4 turmas e contando com as outras classes mesmo com dois turnos a situação é demasiado complicada.

EPC DE MUCAI NA ZAMBÉZIA INICIA AULAS COM DIFICULDADES ENORMES

Lília Ernesto Morais Directo da Escola Primária do 1º e 2º Grau de Mucai frisou que não sabe como serão os próximos dias pois os alunos estão a mais que o número de salas disponíveis naquele estabelecimento de ensino.

Mesmo sabendo dos perigos que advém dos alunos sentarem no chão devido a pandemia, Lília Ernesto Morais, apela aos pais e encarregados de educação para cuidarem dos filhos e sempre fazerem com estes sejam portadores de máscaras de protecção para que as aulas decorram sem sobressaltos por irresponsabilidade.

“As nossas salas não tem aquelas dimensões para acolher Vinte e Cinco alunos, neste momento estamos para criar arranjos, não sei como é que vamos enfrentar esse desafio porque a sala que eu tenho neste momento só podem caber 10 alunos. Eu tenho uma turma da primeira de 40 alunos então eu não sei que desafio vou ter na distribuição desses alunos nas turmas”, lamenta a Dirigente.

Lília Ernesto Morais, esclareceu que neste momento está em curso um contacto com a Direcção Distrital de Educação de Quelimane para possíveis instruções sobre como ultrapassar o problema que enfrenta a EPC de MUCAI.

“A escola tem sete(07) salas num universo de 302 alunos da 1ª a 7ª classe. Na primeira classe tenho 40 alunos, 2ª classe tenho 30 alunos e 7ª classe tenho 35 alunos e tenho dois períodos, não sei o que vou fazer, mas estamos aqui”, continua a se lamentar a Lília Morais.

Depoimento de Lília Ernesto Morais, Directora da EPC de Mucai, Zambézia

31

Comentários do Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: