CASAL DE JOVENS ASSASSINA SEU FILHO DE 4 MESES DEPOIS DE CONSUMIREM SURUMA EM MILANGE » Província » Jornal Visão

CASAL DE JOVENS ASSASSINA SEU FILHO DE 4 MESES DEPOIS DE CONSUMIREM SURUMA EM MILANGE

Segundo explicou a Polícia à imprensa na manhã desta segunda-feira, a mãe jovem de 21 anos na companhia do seu parceiro e seu filho (agora morto), teriam saído num passeio e chegados a um local não especificado consumiram suruma (canábis sativa), trazida pelo esposo e de seguida teria ela enrolado o pescoço do bebé de apenas quatro (04) meses com uma capulana e asfixiando-o desta forma.

 

A mãe quando se apercebeu do ocorrido teria se livrado do corpo do menor num terreno baldio (na quinta-feira do dia 25).

Volvidos dois dias, os vizinhos aperceberam-se de que a mãe já não carregava no seu colo o filho questionando-a, ficou relutante em não dizer o que realmente teria acontecido, tendo estes levado o caso até a subunidade da PRM em Milange onde acabou confessando e uma equipe do SERNIC e da Saúde foi até ao local e confirmou-se que realmente lá estava o menor com algumas partes do corpo já em degradação e ainda tinha no seu pescoço a capulana que foi usada para o asfixiar”, relatou o Porta-voz da PRM Sidner Lonzo.

Neste momento a mãe assassina está a ver o sol aos quadradinhos no comando Distrital da PRM em Milange na Zambézia.

Sidner Lonzo, porta-voz da polícia naquela região do país apela a população para não optar pelo consumo de drogas ou qualquer outro estupefaciente pois, “as drogas matam, destroem, por isso apelamos a população que se conhecer um local de venda e consumo de drogas que alerte a corporação porque para além de criar tóxico-dependência acaba propiciando com os consumidores cometam crimes hediondos”, ressalvou.

CASAL DE JOVENS ASSASSINA SEU FILHO DE 4 MESES DEPOIS DE CONSUMIREM SURUMA EM MILANGENo distrito de Molumbwe no povoado de Mussassa, dois menores de idade de 4 e 6 anos acabaram caindo dentro de um poço e perderam a vida. A polícia vem mais uma vez a público pedir para que os proprietários de poços de água elevem a altura das extremidades para evitar que crianças sofram acidentes como este que custou a vida deste menores de quatro e seis anos de idade.

A polícia aponta também para o registo no rio Licungo na travessia Namacura-Maganja da Costa, de naufrágio de uma Canoa onde duas pessoas estão desaparecidas. “Mas já enviamos algumas equipas de pescadores locais para fazerem buscas e trazer os corpos destes dois passageiros que se faziam na Canoa”, completou Lonzo.

Por último, no rio Chipaca, um cidadão depois de consumir bebidas alcoólicas de fabrico caseiro fez-se as margens do rio na intenção de banhar-se e infelizmente caiu na água e pelo estado em que encontrava de embriaguez não conseguiu nadar acabando por perder a vida por afogamento

Comentários do Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.