VÍTIMAS DO CICLONE ELOISE NA ZAMBÉZIA RECEBEM APOIO DA CHINA » Breves » Jornal Visão

VÍTIMAS DO CICLONE ELOISE NA ZAMBÉZIA RECEBEM APOIO DA CHINA

A oferta inclui productos de primeira necessidade como Arroz(2,5toneladas), Farinha de Milho(3,5Toneladas), 570 Kg de Feijão, que totalizam um montante de Trezentos e Cinquenta Mil Meticais(350.000MT).

Zambézia2Segundo o representante da empresa chinesa Minning Tob Africa, Frank Zen, este apoio é destinado exclusivamente aos afectados pelo ciclone Eloise, que devastou algumas províncias da zona central de Moçambique com destaque para Zambézia e Sofala, esta última com mais enfoque pois ainda estava a tentar recuperar-se do Ciclone IDAI. Outro Apoio é da Mozambique Have Sun.

A Secretária de Estado da Província da Zambézia, Judithe Mussákula, disse durante a cerimónia de entrega que o apoio recebido das duas empresas reflecte mais uma vez um cometimento dos privados que sempre aproximam-se do governo à semelhança de muitos outros para fazer face ao ciclone Eloise.

Judithe Mussákula avançou que os apoios recebidos fazem com que Zambézia não tenha centros de acolhimento pois cada família recebe o que necessita e pode consumir estando na sua residência ou na de um familiar mais próximo.

“A nossa população está empenhada, está a reerguer-se, para que de facto em conjunto possamos responder a esta situação e voltar a ver nossa população na sua vida normal”, disse a Fonte

Zambézia1Mussákula foi mais longe ao afirmar que o Governo vai monitorar p processo de distribuição dos produtos para que cheguem aos verdadeiros beneficiários.

A Tempestade Eloise atingiu a costa moçambicana no dia 23 de Janeiro com seu epicentro no Búzi com ventos de 120km/h e rajadas até 150km/h, se fazendo sentir na Zambézia com chuvas fortes de até 200mm, afectando a província com destaque para os distritos de Chinde, Luabo, Inhassunge e Mopeia.

Nos pontos referenciados foram afectadas 361 salas de aulas, 18 unidades sanitárias, 10.564 casa destruídas, sendo 7.342 parcialmente e 3.222 totalmente. Os danos foram muito intensos chegando-se a destruir 31 casas de culto.

Importa referir que apenas uma pessoa perdeu a vida devido a Tempestade Eloise, onde também foram camadas 612,86 hectares de culturas diversas, colocando a população em situação calamitosa.

Comentários do Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: