“O livro procura ressuscitar os propósitos mortos e reanimar os desgastados”, defende Silva Macaringue

Será lançado na próxima sexta-feira(11) na cidade de Maputo uma obra literária composta por páginas intitulado “E se eu tentasse mais uma vez?”. A obra  visa equipar o leitor com algumas ferramentas para o auxiliar durante o percurso da vida; e, ao mesmo tempo, busca transmitir uma mensagem motivadora e que serve de alavanca para casais que estão na pista do divórcio, para os jovens que estão nas correntes das drogas e nos lenções da prostituição, para estudantes frustrados pela formação que está distante do que almejam.

O escritor disse que o livro “E se eu tentasse mais uma vez?” é um tratado, primeiro, de reconhecimento de que na jornada da vida, por vezes, nos interlaçamos em questões dificílimas de resolver caminhos que dificilmente conseguimos reverter e decisões que são nocivas à nossa saúde emocional.

“O livro é um contributo na resolução do problema da procrastinação. Muitas vezes as pessoas, em especial jovens, têm desfalecido quando enfrentam uma rejeição, frustração, prejuízo, entre outros dessabores durante a jornada da vida; quer em relações que ruíram, negócios falidos ou projectos “frustrados”. E Se Eu Tentasse Mais Uma Vez, vem para dizer: “levante e tente mais uma vez! não importa a abertura dos seus passos, desde que se diga que ele está andando.”Esclareceu Silva

Livro

Qual foi o tempo e como foi a produção do mesmo?

O escritor apontou que “Na verdade, comecei a escrever essa obra há cerca de dois anos e não tinha a intensão de torna-la em livro. Pois comecei registrando alguns comportamentos que observava nas pessoas ao meu redor. E, a medida em que ia observando, ficava “maravilhado” ao perceber como as pessoas dificultavam ou tinham por difíceis coisas que, ao meu ver, eram e são tão simples. E ainda, ao ver pessoas com dificuldades emocionais que acabam se tornando grandes geradores de problemas. Daí, decidi transformar o meu registro num livro, para que de alguma forma pudesse deixar algum contributo na vida dessas e tantas outras pessoas.”Frisou

Silva Macaringue explicou que enfrentou mensas dificuldades para terminar o livro, pois foi preciso fazer uma viagem para a ilha de inhaca, onde, durante o percurso da viagem, conseguiu  desligar-se de tudo e de todos para melhor  finalizar a obra. “Foi uma experiência marcante para mim, pois por cerca de 8 horas pude viajar física e emocionalmente cumprindo um mesmo propósito.”disse a fonte

Porquê decidiu lançar um livro?

Macaringue foi mais além ao destacar que Decidi lançar o livro, primeiro, partindo de conselho de amigos e pessoas que liam os comentários que esboçava. Segundo, num dia, escutava uma mensagem em que o palestrante dizia “…let the people read what you writing..” (deixe as pessoas lerem o que você está escrevendo) e essa mensagem gerou um impulso significativo na minha decisão de publicar o livro para de alguma forma ajudar os jovens durante a caminhada.” terminou

De realçar que o escritor Silva Macaringue desse 2014, onde já  Escrevou comentários, poemas e reflexões  e fui impelido a começar a escrever livros em 2019.

 

Saiba sobre a Cultura moçambicana

 46 

Comentários do Facebook

One thought on ““O livro procura ressuscitar os propósitos mortos e reanimar os desgastados”, defende Silva Macaringue

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.