google.com, pub-7868974546359612, DIRECT, f08c47fec0942fa0 google.com, pub-7868974546359612, DIRECT, f08c47fec0942fa0

COVID-19: Moçambique relaxa medidas por um período de 50 dias

As restrições impostas na pérola do ´+indico para conter a propagação da covid-19, foram nesta noite de domingo(24), relaxadas, abrindo espaço para alavancar a economia e valorizar o esforço que os cidadãos daquele país empreenderam.

Segundo o Presidente Moçambicano Filipe Nyusi que falou directamente da Ponta Vermelha, o alívio das medidas restritivas que vigoram no país desde a introdução do Estado de Calamidade Pública, significam o reconhecimento que os moçambicanos merecem pelo esforço no cumprimento dos decretos estabelecidos.

A partir desta segunda-feira(25), o recolher obrigatório passa a ser das zero hora às 4 da manhã. A outra novidade segundo o Estadista Moçambicano é a reabertura de barracas, estabelecimentos comerciais que estavam interditos de fazerem seus negócios devido ao incumprimento das medidas e na forma de actuação daquele sector vital para as famílias moçambicanas de baixa renda onde apelou que “as barracas não são para venda de álcool e sim para produtos de primeira necessidade como sal, vela, arroz etc”.

Filipe Nyusi logo à sua escalada para falar das novas medidas frisou redondamente que todas as praias moçambicanas devem permanecer encerradas devido ao mau comportamento verificado naqueles locais de lazer que foram precocemente interditos.

As novas medidas terão duração de cerca de 50 dias a contar a partir de amanhã 25 de Outubro até 20 de Dezembro de 2021. Aliás, segundo Nyusi, estas medidas só terão esta duração se os moçambicanos cumprirem com rigor e responsabilidade.

Comentários do Facebook

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *