Dívidas Ocultas: Ministério Público aperta Ângela Leão

A ré Ângela Leão ainda em audição no tribunal está numa situação de “saia justa”, num momento em que o Ministério Público(MP) começa a fazer perguntas que relacionam a ré, o co-réu Fabião Mabunda e a Privinvest. A ré diz que não sabe sobre a Privinvest e questionada como explica a entrega pelo co-réu  Mabunda de somas avultadas em dinheiro vivo (mais de 40 milhões de meticais), disse que só a Privinvest e o Mabunda podem explicar sobre o valor.

A esposa do ex –director da secreta moçambicana, está a se contradizer pois segundo MP, algumas declarações já haviam sido feitas na PGR. Questionada sobre um montante de mais de 300 milhões de meticais para uma obra ou não, Ângela está a se morder.

 275 

Comentários do Facebook

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.