Ndlavela não recolhe-02: “Comité da Polícia mantêm o negócio da não recolha obrigatória”

Mais uma vez digo, “Ndlavela não recolhe e nem dorme”. As medidas estabelecidas no Decreto Presidencial não funcionam deste lado. O comércio funciona normalmente, apesar do decreto levar consigo algumas restrições. Não se repita nada aqui, basta pagar uma taxa para o comité da polícia “corrupta”. Ela passa diariamente de cada estabelecimento no bairro, até às barracas que estão no interior do bairro não escapam. É sempre no final do dia, sem-vergonha na cara, o comité dos corruptos bem uniformizados faz a recolha da taxa só não deixa uma senha, mas libera a “curtição”.

Depois que o comerciante paga, está livre de continuar a vender, não importa o tipo de produto e nem a hora. “Curtem” até amanhecer em Ndlavela, nas ruas, nas barracas e no Círculo. A corrupta polícia cá na Matola está a facturar sem sombra de dúvida. Aliás, a polícia de T3 é a responsável por vigiar esse bairro, e há muito que se fala que ali é uma autêntica base de corruptos. Entretanto, numa destas minhas voltas de trabalho encontrei dois agentes do comité. No quarteirão 03, alguém me disse a hora que eles chegam. E realmente foram pontuais, passaram por lá, recolheram o valor normalmente. Nunca falta, sempre fazem o trabalho extra.

Os dois agentes estavam uniformizados, e andavam de uma viatura do tipo “turismo”, da marca Toyota e de cor Cinza. Um desceu para ir buscar o valor em um dos estabelecimentos, e outro agente permaneceu no carro, e dentro do carro parou em frente a outro estabelecimento e chamou um jovem estrangeiro para sair lhe passar o valor da taxa. O outro fora do carro, após sair do primeiro estabelecimento foi ao segundo estabelecimento. Mas naquele estabelecimento o seu comparsa no carro já havia levado o valor. Sem saber, o agente entrou e cobrou, os jovens lhe disseram que já estava paga a taxa por hoje. E saiu, parou na porta e perguntou bem alto “O jovem veio ter consigo nem?”. O outro confirmou, entraram na viatura e foram a outra local para cobrar.

É um comité de corruptos bem dedicados que controlam o negócio dos desmandos. Se forem ao círculo Ndlavela irão encontrar muitas pessoas, bebendo e festejando sem medo de nada. Um lugar que fica cheio de viaturas, tem de tudo um pouco, bebedeira, churrasco até prostituição até amanhecer. Tudo isto porque a taxa para tal é sempre paga a hora. E hoje “sextou” há festa na aldeia. A polícia garante isso, é assim como a vida é aqui, sem recolher obrigatório.

Mas bem, os dois agentes que lhes encontrei hoje, não são os únicos membros deste comité da polícia corrupta que controla o negócio. Em um futuro breve, vão constar as imagens de tudo isto e mais em um trabalho intitulado “Vigiar e Extorquir”. Onde irei tentar mostrar os dois lados do mesmo assunto. Enquanto não, deixem me seguir a Toyota Cinza por hoje. É a viatura mais usada e conhecida do comité! “Sextou” se não sabe onde curtir, vem a Ndlavela, é tudo legal!

Nádio Taimo!

 53 

Comentários do Facebook

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.