REFILLER BOY AGITA A INTERNET APÓS ANÚNCIO DO FALECIMETO DA EDIL DE CHÓKWE » Jornal Visão

REFILLER BOY AGITA A INTERNET APÓS ANÚNCIO DO FALECIMETO DA EDIL DE CHÓKWE

Refiller Boy, que concorreu nas eleições de 2019 a Assembleia da República continua com suas respostas polémicas quando o assunto é política.

Conhecido em Moçambique como músico de intervenção social usando sua língua materna(Xi Xangana), “nwa hosi” como é chamado pelos fãs, na manhã deste sábado proferiu palavras pouco grossas a quando do anuncio do desaparecimento físico da Presidente da Cidade de Chókwe, Lídia Cossa.

Numa publicação na sua conta do Facebook, Félix Silva(Refiller Boy), disse:

Meus inimigos não podem acabar deste jeito.

Eu queria que eles pelo menos assistissem o meu povo tomando poder em 2023.

Em fim uma liçao pra aqueles que estao abituados a tirarem panelas dos pobres no lume…vao apartir de agora saber que:AXISIWANA AXI PHULELIWI MBITA…lavo vani phulele mbita hi dia 15 de outubro.

Vata famba hi one by one…VAYUDA.

Refiller Boy, que juntou-se ao recém-lançado partido, Nova Democracia em 2019, concorreu ao cargo de deputado da Assembleia da República por aquela formação política, a única no país que diz ter alicerces nos princípios que sempre defendeu.

Os internautas que não ficaram alheios juntaram ao post foram comentando e questionando ao Jovem músico:

Nelson Sithole

Vayuda one by one noa como

Flora Come

só podemos chorar a festejar

Pitan Pedro Ubisse Ubissi

É mexmo comigo na semana passada moreram 4 pessoas na mexma casa que menteram na cadeia ano passado fiquei 8 meses ; Pai , Mae duas filhas outra tava gravida assim podemx dizer que é 4.5 , Entao essas pessoas por sua vista merece R.I.P?

Maura Sitoe Sitoe

Ja assim tais feliz com a morte de vovo lidia

Manuel Muchanga

Vafambile avayuda hoje e so Festa so mas nada

REFILLER BOY AGITA A INTERNET APÓS ANÚNCIO DO FALECIMETO DA EDIL DE CHÓKWE

Ilustramos alguns exemplos de comentários ou seja, desabafos, feitos numa ocasião inadequada mas que vista como oportuna para muitos que jamais se identificaram a malograda e ex-dirigente da cidade de Chókwe.

O NOVA DEMOCRACIA nasceu, segundo seus fundadores, do esgotamento dos moçambicanos pelas políticas públicas não inclusivas e por um regime arrogante e insensível aos problemas do povo, que se perpetua através de fraude eleitoral, que se repete eleição após eleição, incluindo em 2018.

Comentários do Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: