SOBRE O PROCESSO DE DDR: OSSUFO MOMADE DIZ QUE GOVERNO NÃO ESTÁ A COOPERAR » Política » Jornal Visão

SOBRE O PROCESSO DE DDR: OSSUFO MOMADE DIZ QUE GOVERNO NÃO ESTÁ A COOPERAR

O Presidente da RENAMO falou aos jornalistas e em forma de pedido disse que, “vou aproveitar as vossas câmaras para lançar a minha, ou seja, a preocupação do partido RENAMO – Doutra vez que eu visitei a província da Zambézia, havia dito que a remetemos duas listas para o enquadramento dos desmobilizados da RENAMO, mas estamos preocupados porque já passam meses não temos nenhum sinal e a parte da RENAMO, está a cumprir em relação à desmobilização dos nossos combatentes”, queixa-se Momade.

Mais adiante Ossufo Momade, revelou que no próximo dia 21 de Junho será desmobilizada a base da RENAMO em Tete, mas, segundo conta a esperança era que seu partido já tivesse a possibilidade dos seus homens desmobilizados serem enquadrados. “Eu não sei o que está acontecendo para que esse projecto não seja realizado, mas é apenas uma preocupação e eu estou a deixar esta mensagem para que a sociedade possa nos ajudar nesse sentido, o nosso foco é a Paz e a Reconciliação”, relata o Presidente da PERDIZ.

Ossufo Momade aponta que não se pode falar da Paz e Reconciliação enquanto a outra parte não quer envolver a RENAMO e aqueles que estão a ser desmobilizados agora nas forças policiais “porque isso foi acordado, não estamos a inventar e temos caso daqueles dez(10) que já estão há três(3) anos… nós esperávamos que depois da sua formação, estariam no Comando Geral da Polícia da República de Moçambique, mas estamos a ver que todos esses estão alocados nas esquadras o que não é aquilo que nós concordamos na mesa”, explicou o Líder da RENAMO.

A RENAMO na voz de Ossufo Momade grita que quer a paz, por isso está a cumprir com todo o combinado e pede que o governo da FRELIMO enquadre os desmobilizados sendo 262 oficiais e outros 36 a serem enquadrados na Unidade de Protecção de Altas Individualidades, mas, segundo o líder da perdiz o tempo está a passar sem nenhuma resposta e “isso preocupa-nos muito”, revela Momade.

A continuar o silêncio, Ossufo Momade apela a sociedade moçambicana, internacional e a todos os intervenientes para que se acelere o processo para que “se continue vivendo em paz, porque nós não podemos estar sempre a apagar o fogo”.

62

Comentários do Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: