Autoridades italianas descobriram que a Covid-19 é causada por bactéria

Circula pelo WhatsApp que o Ministério da Saúde da Itália informou que as mortes por Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, são resultado da aCção de uma bactéria – e não do vírus SARS-Cov-2. Essa sugestão foi encaminhada por um leitor e diversos usuários do facebook que também receberam um áudio preparado para tal. Confira a análise do Jornal Visão LUPA:

Deste texo originou-se um áudiovisual anexo nesta página:

italiaINTERNAA informação analisada pelo Jornal Visão e ajuda da Lupa Brasil, é falsa. O Ministério da Saúde da Itália não anunciou que as mortes por Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, são resultado da acção de uma bactéria.  Em seu site, o órgão explica claramente que a doença é causada pelo vírus SARS-CoV-2. Em nenhum momento o Ministério da Saúde da Itália fala sobre a presença de bactérias.

Além disso, não existe nenhuma proibição, por parte da Organização Mundial de Saúde (OMS), de que sejam realizadas autópsias em vítimas de Covid-19. Neste documento público, a instituição providencia protocolos de segurança para a realização deste tipo de procedimento durante a pandemia.

Existem diversas diferenças entre vírus e bactérias. Os vírus não são seres celulares, e sim cadeias de RNA ou DNA envolvidas por uma camada protéica. Portanto, eles dependem, necessariamente, se alojar no interior de uma célula de um ser vivo para se reproduzir. Cientistas debatem até hoje se essas partículas podem ser consideradas seres vivos.

A bactéria, por sua vez, é um organismo composto por uma única célula, que tem metabolismo próprio – e são consideradas, indiscutivelmente, seres vivos, ainda que bastante simples. Embora muitas doenças humanas sejam causadas por esses microorganismos, nem todas elas são prejudiciais. Algumas, como as bactérias da flora intestinal, são elementos indispensáveis para a sobrevivência de seres vivos mais complexos.

Peça de desinformação semelhantes também circularam na França. O site de checagem CheckNews, do jornal Libération, desmentiu uma informação de que uma bactéria infectada com o SARS-CoV-2 seria responsável pelos casos graves da Covid-19.

 

 

 34 

Comentários do Facebook

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.